Anúncios

O Rio Grande do Sul teve um domingo com cara de verão. Não deixou nada a dever para janeiro ou fevereiro. As máximas superaram 30ºC na maioria das regiões e ultrapassaram os 35ºC nos vales. O tempo muito aberto com ar seco e sol forte colaborou para o intenso aquecimento observado. Foi um dos dias mais quentes já testemunhados em agosto no Rio Grande do Sul. O fim de tarde de céu claro ou poucas nuvens proporcionou imagens lindíssimas do pôr do sol na Capital e no interior.



Pôr do sol chamou a atenção de quem deixava a Arena do Grêmio após o jogo ao entardecer – Paulo Vicinius Dias Bayer


No interior gaúcho, o fim de tarde deste domingo com forte calor foi igualmente belíssimo – Luiz Fernando Silveira Ambos

No dia em que recordou os 30 anos da neve de 1984, Porto Alegre teve uma das tardes mais quentes de agosto até hoje. A máxima oficial de 34,6ºC superou a maior marca do mês de todo o período 1910-1960 (33,6ºC em 1955) e os 34,0ºC do extraordinariamente quente agosto de 2012, mas não bateu os 34,9ºC de 29 de agosto de 1961. A marca de 34,6ºC de hoje na Capital foi a maior na cidade desde o último dia 12 de fevereiro, no verão, quando fez 35,6ºC, na onda de calor brutal que trouxe 40,6ºC em 6 de fevereiro. A máxima deste domingo na estação da MetSul do Morro do Espelho, em São Leopoldo, de 36ºC foi a maior em agosto desde o início dos registros no local em 1987, ultrapassando os 35,6ºC de 25 de agosto de 2002.


Enquanto o Rio Grande do Sul experimentava um dia de verão com sol forte e máximas extremamente altas para agosto, frente fria trazia granizo para a cidade de Buenos Aires e a província da capital argentina, além de pontos do Uruguai (imagem abaixo da TV argentina). Com a chegada do sistema frontal ao Rio da Prata, a temperatura teve uma forte queda na região durante o dia e na noite deste domingo o Aeroporto Internacional de Ezeiza, na Grande Buenos Aires, anotava 11ºC.



A frente fria avança nesta segunda pelo Rio Grande do Sul e traz chuva muito irregular. Alguns locais terão só viração de vento e outros podem ter chuva forte de curta duração e ocasional granizo isolado. Risco de vendavais que localmente não se descarta possam ser intensos e com potencial de danos durante a passagem da frente. A temperatura cai acentuadamente. As máximas se dão no início do dia e faz frio à noite. O tempo melhora já durante a segunda no Oeste e no Sul, onde até pode aparecer o sol à tarde, e à noite no Centro do Estado. O sol predomina entre terça e o final da semana com frio à noite, geada no interior e tardes amenas. Marcas negativas nos Aparados são esperadas durante a segunda metade da semana. Atenção para o tempo entoso na terça-feira com rajadas de 50 a 70 km/h na Capital e ainda de 70 a 90 km/h no Sul gaúcho.

Anúncios