Alguns prédios se inclinaram durante o terremoto em Taiwan, mas não ruíram por completo, salvando vidas e atestando a eficiência das medidas preventivas de engenharia para grandes sismos na ilha | ICHIRO OHARA/YOMIURI SHIMBUN/AFP/METSUL METEOROLOGIA

A ilha de Taiwan foi sacudida na quarta-feira pelo seu terremoto mais poderoso em um quarto de século. Ao menos nove pessoas morreram e centenas ficaram feridas, prédios e estradas foram danificados e dezenas de trabalhadores em pedreiras ficaram isolados. O que chamou atenção, ante a severidade do terremoto, foi como houve poucos danos e prédios, embora inclinados e comprometidos, não desabaram por completo, o que evitou um número de mortes muito maior.

A ilha está localizada no Cinturão de Fogo do Pacífico e está acostumada com abalos sísmicos. Os mais de 23 milhões de moradores, assim, conhecem terremotos e ao longo das últimas duas décadas se prepararam para enfrentá-los, com investimentos pesados em engenharia e tecnologia.

O terremoto da quarta-feira teve magnitude de 7,2, de acordo com a agência de monitoramento de terremotos de Taiwan, enquanto o Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS) estimou a magnitude do abalo em 7,4. O sismo causou danos em vários prédios em Hualien, mas provocou apenas perdas menores na capital Taipei, apesar de ter sido fortemente sentido na cidade.

O terremoto ocorreu no meio do horário de pico da manhã, mas apenas ligeiramente interrompeu o trajeto regular dos motoristas. Poucos minutos depois, os pais estavam novamente levando seus filhos para a escola e os trabalhadores dirigindo para os escritórios.

“A preparação para terremotos de Taiwan está entre as mais avançadas do mundo”, disse Stephen Gao, sismólogo e professor da Universidade de Ciência e Tecnologia do Missouri para a agência Associated Press. “A ilha implementou códigos de construção rigorosos, uma rede sismológica de classe mundial e campanhas de educação pública generalizadas sobre segurança em terremotos”, explicou.

O governo revisa continuamente o nível de resistência a terremotos exigido para prédios novos e existentes – o que pode aumentar os custos de construção – e oferece subsídios aos residentes dispostos a verificar a resistência de seus prédios a terremotos.

Taiwan resistiu sem danos catastróficos no terremoto | MNA/AFP/METSUL METEOROLOGIA

Após um terremoto em 2016 em Tainan, na costa Sudoeste da ilha, cinco pessoas envolvidas na construção de um prédio de apartamentos de 17 andares que foi o único grande edifício a desabar, matando dezenas, foram consideradas culpadas de negligência e receberam sentenças de prisão.

Taiwan também está promovendo exercícios de terremoto em escolas e locais de trabalho, enquanto a mídia pública e os celulares regularmente transmitem avisos sobre terremotos e segurança. “Essas medidas aumentaram significativamente a resiliência de Taiwan a terremotos, ajudando a mitigar o potencial de danos catastróficos e perda de vidas”, disse Gao. O

Taiwan e suas águas circundantes registraram cerca de 2.000 terremotos com magnitude de 4,0 ou superior desde 1980, e mais de 100 terremotos com magnitude acima de 5,5, de acordo com o USGS. O pior terremoto da ilha nos últimos anos ocorreu em 21 de setembro de 1999, com magnitude de 7,7. Causou 2.400 mortes, feriu cerca de 100.000 pessoas e destruiu milhares de prédios.

O sismo de 1999 foi um grande alerta que levou a reformas administrativas importantes para melhorar a resposta a emergências e a redução de desastres, de acordo com Daniel Aldrich, professor de ciência política e política pública da Universidade Northeastern.

“Observadores criticaram fortemente a resposta de Taiwan ao terremoto de 21 de setembro de 1999, argumentando que levou horas para equipes médicas de emergência chegarem, que os socorristas não tinham treinamento e que as operações entre agências governamentais não estavam bem coordenadas”. Como resultado, o governo aprovou a Lei de Prevenção e Proteção de Desastres e instalou dois centros nacionais para prevenção e resposta a terremotos.

A MetSul Meteorologia está nos canais do WhatsApp. Inscreva-se aqui para ter acesso ao canal no aplicativo de mensagens e receber as previsões, alertas e informações sobre o que de mais importante ocorre no tempo e clima do Brasil e no mundo, com dados e informações exclusivos do nosso time de meteorologistas.