Anúncios

Os últimos quatro anos foram os mais quentes dos registros modernos de temperatura entre 1850 e 2018, tendo sido 2018 o quarto mais quente da série histórica mesmo com La Niña (resfriamento do Pacífico Equatorial) no começo do ano.

Todas as projeções de modelos climáticos indicam que 2019 deve ser outro ano muito quente no mundo. São feitas projeções que será semelhante a 2018. Analisando-se as projeções de temperatura oceânica, entretanto, a tendência é que seja globalmente mais quente que o ano passado.


O mapa mostra a projeção de anomalia de temperatura do mar de um pacote de modelos americanos e canadenses para o mês de julho. Observa-se nitidamente a língua de águas mais quentes no Pacífico Equatorial associada ao fenômeno El Niño.

Assim como se vê que grande parte dos oceanos do planeta deverá apresentar temperatura acima da média no período. Atlântico, Índico e Pacífico com predomínio de anomalias positivas. Como os oceanos são o principal fator a influenciar as variações de temperatura do planeta, as perspectivas de águas mais quentes do que o normal são muito sugestivas de que 2019 irá bater 2018 e vai ficar entre as quatro primeiras posições do ranking de temperatura global.


No final de fevereiro e agora em março já se observou uma elevação maior da temperatura planetária acompanhando o maior aquecimento do Pacífico Equatorial.

Assine gratuitamente nossa newsletter para notícias e alertas

 

Anúncios