Anúncios

Somente por uma absoluta excepcionalidade quem pega avião cedo da manhã em Porto Alegre terá algum transtorno como atraso ou cancelamento de voo em decorrência de nevoeiro.

Isso muda agora com a chegada do outono, estação que marca um aumento significativo de dias com o fenômeno. Estudo conduzido pela Força Aérea Brasileira no Aeroporto Salgado Filho entre os anos de 1998 e 2006 mostrou um total de apenas 5 dias com nevoeiro no período em janeiro e 4 em fevereiro.


Fernando Oliveira

Em março, o número subiu para 12, em abril 33 dias e no mês de maio 56 dias. O pico se deu em junho com 63 dias contabilizados de nevoeiro no mês entre os anos de 1998 e 2006. Por isso, à medida que avança o outono é crescente a possibilidade de cerração cedo da manhã não só em Porto Alegre como no interior gaúcho.

O mesmo estudo mostrou que no período de coleta de dados de quase uma década foram 33 horas com nevoeiro no aeroporto em março, 83 em abril, 212 em maio e 285 em junho, declinando a partir de julho. A mesma pesquisa mostra que os nevoeiros de maior duração em Porto Alegre costumam se formar ainda no começo da madrugada e os de mais curta duração entre 6 e 7 da manhã.


O aumento da frequência do fenômeno agora no outono acompanha o incremento de noites frias pela aproximação do inverno.  

Assine gratuitamente nossa newsletter para notícias e alertas

 

Anúncios