Anúncios

O verão astronômico recém começou no domingo e já registra sua primeira forte onda de calor. Calor muito intenso não foge ao normal do mês de dezembro, mesmo com as máximas previstas para hoje e o restante da semana se situando muito acima da média histórica do mês. Anormal seria se o calor tivesse a intensidade indicada para hoje e os próximos dias durante dezembro quase inteiro. Alguns dias muito quentes estão dentro do que pode se esperar nesta época do ano.

Vejamos o que ocorreu nesta década a partir de dados da estação do Instituto Nacional de Meteorologia em Porto Alegre, no bairro Jardim Botânico. Em 2010, a estação registrou um dia acima de 35ºC com 35,5ºC no dia 24. Em 2011, dois dias acima de 35ºC: 36,1ºC (20/12) e 36,4ºC (22/12). Em 2012 fugiu muito ao normal e foram nada menos que dez dias acima de 35ºC em mês que castigou: 35,4ºC (3/12), 38,0ºC (6/12), 38,3ºC (10/12), 37,0ºC (16/12), 39,1ºC (20/12), 35,4ºC (23/12), 38,9ºC (24/12), 39,8ºC (Natal mais quente da história de Porto Alegre), 35,6ºC (30/12) e 36,7ºC (31/12).

Em 2013, cinco dias e outra vez concentrados no fim do ano: 35,3ºC (25/12), 38,5ºC (26/12), 39,0ºC (27/12), 37,2ºC (29/12) e 36,4ºC (30/12). Já em 2014, foram quatro dias com máxima de 35ºC ou mais no mês: 35,0ºC (2/12), 36,2ºC (7/12), 37,4ºC (8/12) e 36,1ºC (20/12). Em 2015, com chuva freqüente pelo Super Niño, só um dia: 35,5ºC (12/12).

 Em dezembro de 2016, quatro dias: 35,5ºC (18/12), 36,0ºC (22/12), 35,2ºC (25/12) e 38,0ºC (26/12). Em 2017, dois dias: 36,2ºC (16/12) e 35ºC (17/12). Em 2018, seis dias com 35ºC ou mais de máxima no Jardim Botânico de Porto Alegre: 37,9ºC (11/12), 36,4ºC (14/12), 37,0ºC (17/12), 36,1ºC (28/12), 35,1ºC (29/12) e 37,2ºC (30/12).

Anúncios