O dia começou com frio intenso, marcas abaixo de zero e geada, porém a chegada da instabilidade favorece chuva que junto ao frio pode gerar precipitação invernal. O sistema de alta pressão atmosférica com núcleo de 1034 hPa no centro da Argentina derrubou ainda mais a temperatura no Rio Grande do Sul na manhã de hoje. A foto abaixo de Iara Puntel mostra a geada ampla em Sobradinho na manhã de hoje.

Nesse ínterim foram muitas cidades com marcas abaixo de zero no começo da manhã. A menor marca de hoje segundo rede do Intituto Nacional de Meteorologia foi de -2,4°C em Quaraí, com -2,3°C em Dom Pedrito, -0,6°C em Bagé.

A geada foi ampla, sobretudo, em cidades da Metade Oeste do território gaúcho. Em Santa Maria o ar seco e frio com mínima de zero congelou telhados assim como em Soledade. Entre o fim da madrugada e o começo da manhã a instabilidade avança do Nordeste da Argentina na direção do território gaúcho trazendo chuva. Ocorre que isso não é comum em um dia de temperatura abaixo de zero com geada ampla que exigem condições de tempo seco, sem nuvens.

Como resultado da manutenção das baixas temperaturas nas próximas horas, com a atmosfera fria em níveis baixos e médios pela incursão do ar polar não pode se descartar a ocorrência de chuva congelada, precipitação invernal ou mesmo graupel. De uma forma geral a chuva que se espalha pelo Oeste e centro e mais tarde pelo Norte irá acentuar a sensação de frio ao longo do dia.

MAIS CHUVA

Modelos indicam que a chuva ganha força, sobretudo, da tarde para a noite de hoje devido a um centro de baixa pressão que irá se formar e nesse processo aumenta a instabilidade em grande parte do Sul do país. Pode chover forte  com risco de queda granizo em áreas mais próximas a Santa Catarina.

As condições para neve são complexas, contudo, o frio necessário em níveis baixos e médios  não estará mais presente quando a chuva mais intensa chegar, sobretudo aos trechos de serra. Portanto, as condições hoje são mais favoráveis, se ocorrer, de chuva congelada e precipitação invernal.

Em abril deste ano foi o último evento típico de inverno com neve registrado no Sul do país. Interessante que foi o mais cedo depois do evento mais tardio que ocorreu em novembro do ano passado.