Anúncios

Há dias a Metsul tem falado da possibilidade  de formação de um sistema de baixa pressão anômalo na Costa do Brasil. Desde ontem a Marinha Brasileira em sua carta sinótica ( para os leigos trata se mapeamento técnico meteorológico corriqueiro do posicionamento dos fenômenos que atuam no país) registra a presença de uma depressão tropical no mar na altura do sul da Bahia. A referida carta pode ser visto em destaque na imagem de hoje que mantém o apontamento do fenômeno.


Depressão tropical é um dos estágios de formação de  um ciclone tropical, sua definição está baseada na intensidade do vento gerado pelo centro de baixa pressão atmosférica formado em águas quentes. Como o vento ainda é inferior a 62 km/h recebe esta classificação. Quando atingir vento máximo a superfície entre 63 e 117 km/h receberá o nome de Tempestade Tropical e se passar de 118 km/h será definido como Ciclone tropical ou Furacão.

A última imagem de satélite mostra um aglomerado de nuvens em formato circular próximo ao litoral sul baiano que está associado a depressão tropical e que irá deixar o tempo instável com chuva forte e rajadas de vento na região ao longo deste domingo.

 


A Metsul avalia que esse sistema irá se aprofundar (a pressão atmosférica em seu centro irá cair mais) entre hoje e amanhã e, com isso, irá gerar rajadas de vento mais fortes e assim passará de depressão para Tempestade tropical nesta segunda-feira (25/03) ainda próximo ao Litoral Sul da Bahia e se aproximando do Litoral Norte do Espírito Santo. Portanto, a tendência é de chuva forte e vento persistente nessas áreas, com rajadas que devem passar de 100 km/h.

Assine gratuitamente nossa newsletter para notícias e alertas

Anúncios