Anúncios

Chegada do temporal hoje à tarde em Alegrete | FELIPE FREITAS

Milhões de gaúchos enfrentaram hoje mais um dia escaldante. As temperaturas à tarde não atingiram marcas de 40ºC, como no fim de semana, mas o aumento da umidade foi responsável por sensação térmica beirando os 50ºC durante a tarde com a formação de nuvens de tempestade que trouxeram vendavais.

O calor se fez presente desde o começo do dia nesta segunda-feira. À meia-noite, alguns bairros de Porto Alegre registravam 30ºC e fazia até 31ºC no vales. A mínima oficial da capital na estação convencional do bairro Jardim Botânico de 25,6ºC foi a mais alta para dezembro desde 31 de dezembro de 2014, quando fez 26,7ºC. Já para qualquer mês do ano, a mínima foi a mais alta desde 2021, quando no dia 10 de janeiro a temperatura não baixou de 25,8ºC na estação convencional.


Durante o dia, o calor foi implacável. Com maior umidade, no meio da tarde, o índice de calor (sensação térmica) em Porto Alegre era de 46ºC com temperatura de 35ºC e umidade de 63%. A sensação era descrita por porto-alegrenses nas redes sociais como “sufocante” nas ruas.

No interior, as temperaturas máximas mais altas nesta segunda-feira foram de 39,2ºC em Porto Xavier, 38,9ºC em Horizontina, 38,5ºC em Porto Vera Cruz e 38,2ºC em Santa Rosa, todas cidades do Noroeste. Nos vales, as máximas entre 35ºC e 38ºC foram as predominantes.


Na Grande Porto Alegre, as maiores máximas foram de 37,7ºC em Campo Bom e 37,0ºC em Novo Hamburgo. O índice de calor à tarde em Campo Bom foi a 48ºC. Na capital, a máxima até às 15h na estação oficial foi de 35,9ºC, mas com sensação de calor muito maior pela umidade acima de 60%.

Uma linha de instabilidade avançou a partir do Uruguai para o Oeste do estado com rajadas de vento de 107 km/h em São Borja, 96 km/h em Uruguaiana, 95 km/h em Santiago, 74 km/h em São Luiz Gonzaga, e 72 km/h em São Vicente do Sul e em Santa Rosa.

O calor excessivo com alta umidade formou nuvens carregadas em outros pontos do estado com registro de chuva localmente forte e temporais com vento forte a intenso. Estação automática particular em Tupanciretã anotou 99 km/h. Em Cruz Alta, o temporal trouxe chuva forte com 51 mm em somente três horas.

De acordo com o Diário de Santa Maria, os temporais com fortes ventos da tarde causaram danos no Centro do Rio Grande do Sul. O vento provocou estragos na estação rodoviária de Jaguari. Algumas foram destelhadas e houve a queda de árvores.

Santiago ficou sem luz após a queda de quatro torres da linha de transmissão entre São Vicente do Sul e Jaguari, afetando cerca de 50 mil clientes das cidades de Jaguari, Santiago, São Francisco de Assis, Nova Esperança do Sul, Unistalda, Capão do Cipó, São Pedro do Sul e Mata. São Pedro do Sul e São Sepé também enfrentaram cortes de energia.

Vento derrubou postes e árvores em Santiago | DIVULGAÇÃO

Os vendavais causaram estragos ainda em outros municípios da região como Restinga Seca e Agudo com destelhamentos de casas e prédios. Em Restinga Seca, em localidade do interior do município, várias construções sofreram estragos. O vento levantou telhados e derrubou paredes com colapso de construções.

Os volumes de chuva até 21h desta segunda-feira somaram 78 mm em Lagoa Bonita do Sul, 64 mm em Rio Pardo, 54 mm em Teutônia, 53 mm em Cruz Alta, 52 mm em Estrela, 51 mm em Cruzeiro do Sul, 53 mm em Lajeado, 50 mm em Soledade e Fontoura Xavier, e 40 mm em Cachoeira do Sul.

O tempo não vai firmar tão cedo no estado com a persistência de ar quente e úmido, embora sem dias tão quentes quanto hoje, do fim de semana e da última sexta-feira. O Rio Grande do Sul terá alternância de sol, nuvens e pancadas de chuva isoladas de verão nos próximos dias com menos calor, mas com sensação de tempo abafado pela maior umidade. O risco de temporais isolados persiste.

A previsão do tempo da MetSul Meteorologia para esta terça indica maior presença de nuvens no Rio Grande do Sul. Embora o sol apareça em diferentes pontos, a atmosfera estará instável. Há chance de chuva em todas as regiões, mas não se espera que chova em todas as cidades, já que as precipitação serão irregulares.

Chove de manhã em alguns locais, como em parte da fronteira com o Uruguai, onde há risco de chuva forte em alguns pontos, mas a instabilidade maior no estado será da tarde para a noite. Haverá pancadas fortes isoladas com risco de ventania.

Aquece menos, mas ainda estará abafado. Marcas perto e acima de 30ºC com abafamento são esperadas em várias cidades da Metade Norte gaúcha, inclusive na Grande Porto Alegre. No Oeste e no Sul do estado, ao contrário, a temperatura vai estar até agradável com máximas muito inferiores às dos últimos dias e que devem ficar, em média, entre 22ºC e 24ºC.

A MetSul Meteorologia está nos canais do WhatsApp. Inscreva-se aqui para ter acesso ao canal no aplicativo de mensagens e receber as previsões, alertas e informações sobre o que de mais importante ocorre no tempo e clima do Brasil e no mundo, com dados e informações exclusivos do nosso time de meteorologistas.

Anúncios