Anúncios

Pessoas deixam suas casas de barco em área residencial tomada pelas águas em Cairns. Inundações atingem o Nordeste da Austrália com rios fora do leito e crocodilos invadindo cidades | BRIAN CASSEY/AFP/METSUL METEOROLOGIA

Episódio extraordinário de chuva com mais de dois mil milímetros de chuva em apenas uma semana atingiu o Leste da Austrália, o que traz graves inundações e deslizamentos de terra generalizados. O evento de precipitação, considerado um dos piores até hoje no país, castigou a costa tropical Norte do estado de Queensland

A chuvas tem sido implacável ​​no Nordeste de Queensland desde que o ciclone tropical Jasper atingiu a costa perto de Wajul Wajul no dia 13. O período de cinco dias de chuva foi exacerbado no fim de semana por um cavado (área de menor pressão atmosférica) com fluxo persistente de umidade tropical.


Dados provisórios coletados pelos pluviômetros do Bureau of Meteorology, o serviço meteorológico oficial australiano, mostram que dois locais em Queensland podem ter tido a terceira e a quarta maiores precipitações diárias já registradas na Austrália. Houve também quatro localidades que bateram recorde diário nacional de chuva para o mês de dezembro.

Em 24 horas até às 9h desta segunda-feira, hora da Austrália, Bairds registrou 870 mm e a vizinho Diwan registrou 829 mm. Se confirmadas as observações, são o terceiro e o quarto totais de chuva em um dia mais altos já registrados na Austrália. Os únicos volumes mais altos em 24 horas na estatística são 878,3 mm em Finch Hatton, em 18 de fevereiro de 1958, e 907 mm em Crohamhurst, em 3 de fevereiro de 1893, de acordo com o serviço Weatherzone.


Antes, a maior precipitação diária observada na Austrália durante dezembro tinha sido de 678 mm. A marca foi eclipsada por cinco locais durante as 24 horas até às 9h desta segunda, hora local, com 870 mm em Bairds, 829 mm em Diwan, 714 mm em Mossman South, 701 mm em Yandill e 700 mm no Vale Whyanbeel.

Até às 9h desta segunda-feira, hora local, alguns lugares tiveram mais de dois metros de chuva nos últimos cinco dias (9h de 13 de dezembro até 9h de 18 de dezembro) com 2.166 mm em Black Mountain, 2.118 mm em Bairds e 2.025 mm em Myola. Para se ter ideia do absurdo destes volumes, os volumes excedem as médias anuais de Cairns (2.000 mm) e Darwin (1.721 mm).

Houve acumulados de chuva excepcionais em curtos intervalos com rápidas subidas de rios, inundações e deslizamentos de terra. Ao menos dois locais parecem ter quebrado o recorde de precipitação de 12 horas em Queensland com Black Mountain recebendo 672 mm e Myola registrando 665 mm em 12 horas entre a noite de sábado e a manhã do domingo.

O recorde de maior chuva em 12 horas em Queensland era de 617 mm de Paluma, em janeiro de 1972. Estes volumes em apenas 12 horas nestas duas estações do estado de Queensland superam as médias de precipitação do ano inteiro de Melbourne (648 mm) e Adelaide (527 mm).

As equipes de resgate evacuaram mais de 300 pessoas e helicópteros militares foram enviados para ajudar as áreas inundadas e isoladas pelas enchentes. Os danos foram relatados ao longo de uma extensão de costa que se estende por cerca de 400 quilômetros ao Norte do estado de Queensland.

Gerente de resort, Cassie Hounslow disse que casas inteiras foram submersas em Mossman, pequena cidade no interior, no sopé da floresta tropical de Daintree, tombada como patrimônio. “As casas afundaram. Quero dizer, algumas casas foram totalmente engolidas”, disse ela à agência AFP. Com outro dilúvio esperado para segunda-feira, o governo de Queensland projeta que o desastre terá um “impacto de bilhões de dólares” no estado.

Pessoas buscam refúgio em telhados de casas e prédios. Nove pessoas, incluindo um paciente de sete anos, amontoaram-se em busca de segurança durante a noite no telhado de um hospital no assentamento predominantemente aborígine de Wujal Wujal. Moradores atravessam as enchentes de barco em Cairns depois que enchentes inundaram o nordeste da Austrália

Botes e lanchas são lanchas são usados para resgatar moradores isolados | QUEENSLAND EMERGENCY SERVICES/ANADPOLU/AFP/METSUL METEOROLOGIA

Uma tentativa de evacuar os que permaneceram na cidade teve de ser abandonada, disse o conselho do condado. “Infelizmente, os helicópteros não conseguiram passar, era muito perigoso, disse uma representante local. “Tentarão passar novamente assim que puderem”, destacou. “Também há crocodilos nadando naquela água agora”, disse ela.

A comissária de polícia de Queensland, Katarina Carroll, alertou que as graves enchentes provavelmente levariam “crocodilos e todo tipo de outras coisas” para áreas residenciais. “Você deve se lembrar de eventos anteriores que tivemos tubarões, crocodilos, o que você quiser”, disse ela aos repórteres. Os responsáveis pela vida selvagem na cidade rural de Ingham usaram uma corda para capturar um crocodilo que se banhava em águas rasas perto das casas.

Crocodilo sendo capturado por um morador nas enchentes na cidade de Ingham, no Norte de Queensland, após o estado ter sido atingido por chuva recorde | JONTY FRATUS/AFP/METSUL METEOROLOGIA

O centro turístico de Cairns foi quase completamente cercado pelas enchentes, que inundaram as principais rodovias que levam à cidade de 150 mil habitantes. Moradores locais usaram cordas para tentar resgatar animais indefesos arrastados pelas torrentes nos arredores de Cairns. A enchente atingiu as asas de aviões estacionados no aeroporto internacional de Cairns.

“Este nível de chuva é anormal”, disse o primeiro-ministro de Queensland, Steven Miles, aos repórteres na segunda-feira. “Usamos literalmente todos os barcos que pudemos encontrar em Cairns para evacuar aqueles que não conseguiram sair em segurança”. Miles disse que as autoridades estão começando a se preocupar com a escassez de água potável, pedindo às pessoas que economizem “o máximo que puderem”.

A MetSul Meteorologia está nos canais do WhatsApp. Inscreva-se aqui para ter acesso ao canal no aplicativo de mensagens e receber as previsões, alertas e informações sobre o que de mais importante ocorre no tempo e clima do Brasil e no mundo, com dados e informações exclusivos do nosso time de meteorologistas.

Anúncios