Anúncios

ICM-BIO/DIVULGAÇÃO

O incêndio que atingiu a Estação Ecológica do Taim na semana passada queimou mais de 11 mil hectares, divulgou nesta segunda-feira o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), órgão responsável pela reserva.

Foi o maior incêndio da história da reserva ecológica, ultrapassando o de 2008 quando foram 4,6 mil hectares destruídos pelo fogo. O fogo começou quando um raio caiu em um banhado próximo à BR-471, que pela direção dos ventos não foi atingida.


Para o combate às chamas, os brigadistas do ICMBio receberam o apoio do Corpo de Bombeiros do RS e apoio aéreo de dois helicópteros, equipados com bambi bucket, da Brigada Militar e Polícia Civil.

Segundo o último monitoramento realizado pela Divisão de Informações Geoespaciais e Monitoramento do ICMBio, realizado nesta segunda-feira, a área atingida pelo fogo foi de 11.928,84 hectares.


O Taim conta com aproximadamente 33 mil hectares. Brigadistas do ICMBio seguem monitorando a área. Até o momento, nove pontos de concentração da fauna foram vistoriados e não houve registros de animais feridos ou mortos.

Com mais de 32 mil hectares, a reserva do Taim foi criada pelo Decreto n.º 92.963, de 21 de julho de 1986, e teve seus limites ampliados em 2017. Ainda em 2017, também recebeu o título de Sítio Ramsar (Área Úmida de Importância Internacional).

Por preservar mangues, lagos, campos, dunas e matas, e abrigar uma grande diversidade de espécies vegetais e animais da Mata Atlântica, a ESEC do Taim é considerada de importância mundial. A estação ainda desempenha papel importante na manutenção do equilíbrio da área, produção de alimentos, contenção de inundações e controle de poluição.

A Estação Ecológica do Taim é uma unidade de conservação de proteção integral da natureza localizada entre os municípios de Rio Grande e Santa Vitória do Palmar. Situado entre o Oceano Atlântico e a Lagoa Mirim, o local abriga pelo menos 30 espécies de mamíferos e 250 aves. O local é administrado pelo Instituto Chico Mendes da Biodiversidade (ICMBio), uma autarquia vinculada ao Ministério do Meio Ambiente.

O fogo na reserva, que começou por um raio, ocorreu sob uma situação de estiagem na área do extremo Sul gaúcho. No dia em que o incêndio teve início, o risco de incêndio em vegetação era alto na região. Com a perspectiva de estiagem ainda na região, a reserva exigirá atenção neste verão ante a possibilidade de novos incêndios.

 

Anúncios