Temperatura comum ao clima do outono e até com frio em algumasm cidades marcou este começo de semana no Rio Grande do Sul | DENIS GOERL

O Rio Grande do Sul teve nesta segunda-feira a primeira madrugada com frio em algumas áreas do estado neste outono astronômico que se iniciou na última segunda, dia 20. A temperatura caiu mais fortemente com marcas baixas na Campanha, Serra, Aparados e em baixadas de cidades da Metade Norte, como era previsto pela MetSul Meteorologia. As marcas outonais ocorrem após semanas de calor incessante no estado.

Estações meteorológicas indicaram mínimas de um dígito em localidades de maior altitude da Metade Norte gaúcha com registros de 7,5ºC em São José dos Ausentes, 8,3ºC em Soledade, 9,1ºC em Vacaria, 9,5ºC em Getúlio Vargas e 9,8ºC em Cambará do Sul.

Mesmo não tendo caído abaixo de 10ºC, a temperatura foi baixa ainda em outras cidades com 10,0ºC em Pontão e Espumoso, 10,4ºC em Ernestina, 10,6ºC em Quatro Irmãos, 10,7ºC em Muitos Capões, 10,8ºC em Bom Jesus, 11,1ºC em Coxilha e Tapera, 11,2ºC em Dom Pedrito, 11,3ºC em Bagé, 11,4ºC em Monte Alegre dos Campos, 11,5ºC em São José do Ouro, 11,7ºC em Sarandi e Carazinho, e 11,8ºC em Não-Me-Toque e Herval.


A noite foi bastante amena ainda em outras cidades com marcas de 12,0ºC em Santa Rosa, 13,2ºC em Livramento, 13,8ºC em Quaraí, Passo Fundo e Jaguarão, 13,9ºC em Santa Maria. Na Grande Porto Alegre, os termômetros indicaram 14,7ºC em Gravataí.

Aí muitos se perguntam: estas marcas mais amenas do começo do outono vão seguir, o outono começou de fato ou foi apenas um alívio temporário do calor?

Então, a resposta está mais próxima da terceira alternativa, a do alívio temporário do calor. Mas que ninguém espere que nos próximos dias se registre temperaturas excessivamente altas. Vários dias até a primeira semana de abril serão mais quentes do que a climatologia normal desta época do ano, mas não excessivamente quentes.


Assim, não há previsão de que as marcas mais amenas deste começo de semana persistam. Ar mais quente começa a retornar ao Rio Grande do Sul nesta terça e as máximas já voltam para a casa dos 30ºC em diversas localidades, mas, reitera-se, sem previsão de calor intenso.

O que se espera nos próximos sete a dez dias, mesmo com máximas mais altas do que ontem e hoje, é um predomínio de dias de tempo mais agradável. O que, aliás, não foge muito ao padrão de começo de outono que guarda ainda características de verão. Nada de frio e tampouco de calor excessivo persistentes.


Cabe recordar o prognóstico sazonal da MetSul Meteorologia para este outono de 2023 que indica uma estação neste ano com temperatura acima da média e um número menor do que o habitual de dias frios. Isso não significa que deixará de fazer frio, mas que os episódios de frio serão menos frequentes e os de temperatura muito baixas tendem a ser apenas pontuais.