Anúncios

O significativo ciclone extratropical que ontem estava a Leste da foz do Rio da Prata trouxe vento de até 100 km/h para a província de Buenos Aires. Houve desabamento de uma estrutura no Centro de La Plata, na Argentina, ainda na noite de segunda-feira. Mar del Plata suspendeu as aulas e as ondas na costa do balneário chegavam a 5 metros. No Rio da Prata, as rajadas chegaram a 125 km/h, conforme dados da estação meteorológica do Serviço Meteorológico Nacional da Argentina.



Já no Uruguai, o vento alcançou 111 km/h em Punta del Este, 109 km/h em Colonia e 104 km/h em Montevidéu. Houve queda de árvores, cortes de luz para milhares de uruguaios, vidros chegaram a quebrar com a força do vento em Piriápolis e em Punta del Este até uma lancha naufragou. Em Piriápolis, o mar agitado também causou o naufrágio de pequena embarcação.


Lancha se desprendeu das amarras com o vento muito intenso e afundou na costa de Punta del Este –Alain Fischer


Mar ficou extremamente agitado na costa de Piriápolis com a intensa força do ciclone no Atlântico – Guillermo Perez



Vento acima de 100 km/h causado pelo ciclone derrubou muitas árvores pelas ruas de Montevidéu – via ChanchosUY

No Rio Grande do Sul, o vento no decorrer do dia de ontem foi mais forte no Sul e no Leste do Estado. As rajadas perto de 90 km/h causaram o fechamento do Porto de Rio Grande, onde o mar apresentava vagas de até 4 metros. Em Porto Alegre, as rajadas superaram os 70 km/h à tarde com queda de árvores em diferentes pontos da cidade. Houve registro de queda de nove árvores em Porto Alegre e o poste de uma sinaleira caiu com o vento na Avenida Ipiranga. O vento diminui bastante hoje na região do Prata e no Rio Grande do Sul à medida que este ciclone extratropical no Atlântico se afasta do continente.  

Anúncios