Anúncios

A MetSul Meteorologia alerta que um ciclone extratropical se forma neste fim de semana junto ao litoral do Uruguai. Com efeito, um centro de baixa pressão vai rapidamente se aprofundar no final deste sábado (10) e no domingo (11) junto à foz do Rio da Prata.


As conseqüências deste ciclone serão maiores no Uruguai e na costa atlântica de Buenos Aires, na Argentina, com fortes a intensas rajadas de vento e chuva. O Sul e o Leste do Uruguai devem ter vento muito forte durante o domingo (11). As rajadas devem ficar entre 80 km/h e 100 km/h nas costas de Montevidéu, Canelones, Maldonado e Rocha. Áreas mais ao Sul, por exemplo, de Montevidéu, Canelones e Maldonado devem ter vento mais forte. Isoladamente, as rajadas podem passar de 100 km/h.

Portanto, o vento em áreas costeiras do Sul e do Leste do Uruguai será suficientemente forte para provocar problemas durante o domingo, Há risco de transtornos como queda de árvores e falta de luz. As águas devem ficar muito agitadas no Rio da Prata (oleaje), inclusive em Montevidéu.

Efeitos no Sul do Brasil

No Rio Grande do Sul, uma frente fria associada ao ciclone já traz chuva neste sábado, mais da tarde para a noite, em pontos do Oeste e do Sul gaúcho. O sol aparece com forte calor, entretanto, antes da chuva.  A exceção será a região do Chuí que teve ter um sábado de tempo fechado com chuva e temperatura menor.

Nas demais regiões, o sol predomina com tempo firme o dia inteiro e muito calor. As máximas vão ficar entre 36ºC e 38ºC nas áreas mais quentes do Estado. O vento Norte pode soprar moderado a forte em algumas regiões.

No domingo, a frente fria traz instabilidade cedo para o Oeste e o Sul gaúcho. Ao avançar pelo Rio Grande do Sul, a frente vai perder muita atividade. Com efeito, a chuva vai ter baixos volumes em quase todo o Estado. Em muitos locais ou não vai chover quase nada ou mesmo nada na passagem da frente.

O cenário que se desenha em grande número de municípios é a virada do tempo durante o domingo, já de manhã em diversas cidades, após um começo de dias com forte calor e vento Norte, sem chuva e apenas com vento soprando forte de Sul. Com a chegada frente fria, assim, em muitos locais deve apenas ocorrer a virada do tempo com rajadas fortes e queda de temperatura.

O mapa abaixo mostra a projeção de chuva do modelo WRF da MetSul, disponível ao assinante na seção de mapas. A tendência é até 9h de segunda. Observa-se que pouco ou nada choverá na maior parte do Rio Grande do Sul. A frente não deve trazer nada ou quase nada de chuva, a não ser queda de temperatura e virada do vento, em Santa Catarina e no Paraná.

Vento no Rio Grande do Sul

Por fim, as rajadas de vento no Rio Grande do Sul, em geral, devem ficar entre 40 km/h e 60 km/h. No entanto, no Sul e no Leste do Estado podem alcançar entre 60 km/h e 80 km/h no domingo. Em pontos isolados, o vento pode ser mais forte. Porto Alegre é uma das cidades, por exemplo, que pode ter rajadas de vento forte na virada do tempo com a chegada da frente e o ar mais frio impulsionado pelo ciclone no domingo.


Como a maior atividade do ciclone se dará em alto mar e a uma grande distância do Rio Grande do Sul, a perspectiva é que gere uma pista de vento. Com isso, ue pode trazer agitação marítima e ressaca do mar na orla no começo da semana.

Anúncios