Anúncios

Ciclone extratropical mexe com o tempo no Sul do Brasil. O ciclone estava neste sábado no Atlântico Sul, a cerca de mil quilômetros a Sudeste do Chuí, portanto distante do continente, e apresentava uma pressão atmosférica mínima central estimada pela análise dos modelos em 998 hPa.

Zoom Earth

A espiral de nuvens do ciclone extratropical chamava a atenção nas imagens de satélite deste sábado da América do Sul. Associada ao sistema de baixa pressão no Atlântico, deriva uma frente fria que se estende para Oeste até o Rio Grande do Sul, trazendo muita nebulosidade e chuva para a maioria das regiões gaúchas neste sábado.


Os volumes de chuva decorrentes da atuação da frente fria associada ao ciclone, tal como era previsto, foram baixos na maior parte dos municípios.

Até o final da tarde deste sábado, os registros nas estações do Instituto Nacional de Meteorologia estavam abaixo de 10 mm em quase todos os pontos de medição no território gaúcho. Palmeira das Missões registrou 18 mm.

Em Porto Alegre, a chuva somava 11,4 mm no bairro Jardim Botânico até o final da tarde deste sábado marcado pelo tempo fechado com garoa e chuva leve intermitente desde o período da manhã. A temperatura mínima do dia, parcial, ocorria agora no final da tarde. Os termômetros marcavam 18,0ºC enquanto na última madrugada não baixou de 20,9ºC. A máxima de hoje na Capital alcançou somente 23,7ºC.

Porto Alegre | Nilson Wolff

Sobradinho | Iara Puntel

Santa Cruz do Sul | Otto Tesche

O fato de a temperatura ter começado uma trajetória de declínio na capital gaúcha a partir do meio da tarde significa que houve uma troca de massas de ar, saindo uma mais quente com o ingresso de uma de ar mais frio. Justamente o ciclone extratropical no Atlântico Sul impulsiona ar mais frio para o Rio Grande do Sul e que vai garantir temperatura muito agradável para esta época do ano nos próximos dias, inclusive com madrugadas frias para novembro em diversas cidades.

O ciclone extratropical no Atlântico Sul é responsável também por trazer vento para o estado gaúcho. O ingresso do ar frio se dá com a intensificação do vento. Em Porto Alegre, onde sopra fraco a moderado com ocasionais rajadas, a direção é de Sul a Sudeste. A velocidade média no fim da tarde no Aeroporto Salgado Filho estava em 20 km/h.

Não há expectativa de vento mais intenso pela atuação deste sistema no Rio Grande do Sul. A previsão do tempo para amanhã da MetSul é de vento predominantemente fraco, com momentos de moderado, na maioria das regiões gaúchas. O tempo pode ficar um pouco mais ventoso em áreas costeiras, mas como é típico do litoral.


O domingo no Rio Grande do Sul terá a presença do sol em grande parte das cidades, contudo são esperadas nuvens pelo território gaúcho. Maior presença de nebulosidade no Norte e no Nordeste gaúcho, o que pode trazer ainda períodos de nublado em Porto Alegre e na Serra com ocasional garoa isolada. Em áreas do Norte gaúcho, junto à divisa com Santa Catarina, não se descarta chuva passageira em alguns pontos.

Ar mais frio impulsionado pelo ciclone vai ingressar ao longo do dia no Estado e o domingo será com temperatura um tanto agradável para esta época do ano. A região da Campanha pode amanhecer com 12ºC. Marcas de até 12ºC podem ser esperadas também na Serra e nos Aparados. Em Porto Alegre, a máxima deve ficar apenas entre 23ºC e 24ºC, quando o normal em novembro é mais de 27ºC.

Anúncios