Anúncios

Alina Souza/Correio do Povo

Durou muito pouco a trégua da chuva e a instabilidade está voltando ao Rio Grande do Sul nesta terça-feira. O avanço de ar quente a partir do Norte da Argentina e o Paraguai, ao encontrar a massa de ar frio no Rio Grande do Sul, voltará a instabilizar o tempo nas próximas horas no Estado.

Áreas de instabilidade trazem precipitação inicialmente para pontos do Oeste e da Metade Norte, mas será no decorrer desta terça que a instabilidade se espalha pelo Estado. Chove mais da tarde pra noite e, principalmente, no Oeste, no Centro e no Sul gaúcho. As precipitações serão irregulares na distribuição, mas, isoladamente, pode até chover forte com trovoadas e ocasional granizo na próxima noite.

Apesar da instabilidade, o sol aparece com nuvens ao menos em parte do dia hoje em várias cidades. No Noroeste e no Norte do Estado, que recebem a influência do ar quente, poderá se observar ainda fumaça vinda das queimadas do Pantanal e da região amazônica.

A instabilidade atinge maior número de pontos e ganha força no Rio Grande do Sul na madrugada desta quarta-feira. No decorrer da quarta, a chuva atinge a maioria das áreas do Estado, mas, principalmente, pontos do Centro para o Norte gaúcho, além de cidades do Sul. Pancadas isoladamente fortes com trovoadas são prováveis e alguma queda de granizo muito isolada não é afastada.

A tendência é que a instabilidade avance para Santa Catarina entre amanhã e a quinta, mas os volumes maiores de precipitação devem ocorrer no Rio Grande do Sul. O mapa mostra a chuva projetada pelo modelo WRF entre hoje e quinta e está disponível para o assinante na seção de mapas com atualizações. No Paraná, a chuva será muito irregular e não deve alcançar diversas localidades.

Anúncios