Anúncios

Árvore caiu sobre carro durante vendaval na Serra | REDES SOCIAIS

Chuva forte e temporais isolados atingiram o Rio Grande do Sul neste domingo, no começo de uma semana que será marcada por um episódio de intensa instabilidade com chuva volumosa e tempestades. A chuva alcançou a maioria das regiões do estado, embora, como previsto, não tenha chovido em todas as cidades.

O tempo começou a se instabilizar ainda no final da manhã na fronteira com o Uruguai. No decorrer da tarde, as áreas de instabilidade cresceram e avançaram do Oeste e do Sul do estado para as demais regiões do território gaúcho.


Ao avançarem pelo estado, a instabilidade encontrou ar muito quente em sua dianteira, o que formou nuvens muito carregadas sobre o Rio Grande do Sul, o que levou à chuva forte e temporais isolados em diversas localidades.

A tarde foi muito quente. Estações oficiais indicaram temperaturas máximas de 38ºC nos vales e quase 37ºC em Porto Alegre. Fez 37ºC na região de Santa Maria e no Noroeste do estado. Com a umidade, o índice de calor superava 40ºC em algumas cidades.

No Sul do estado, as nuvens carregadas provocaram queda de granizo em alguns pontos, como em bairros de Pelotas e em Arambaré, às margens da Lagoa dos Patos. No Oeste, o vento em Quaraí atingiu 85 km/h. Rosário do Sul teve queda de árvores e falta de luz. Em Santa Maria, raio causou danos em residência.

Temporais com vento forte afetaram também outras regiões do estado. Estações oficiais do Instituto Nacional de Meteorologia registraram rajadas de vento de 105 km/h em Soledade, 90 km/h em Bento Gonçalves e 88 km/h em São Luiz Gonzaga.

Uma das áreas mais afetadas pela instabilidade foi a Grande Porto Alegre, onde a chuva e os temporais chegaram no fim da tarde com chuva localmente forte, trovoadas e vento. Nuvens muito carregadas podiam ser vistas nas imagens de satélite no fim da tarde sobre a região metropolitana da capital gaúcha, acompanhando os temporais.

METSUL

Caiu granizo em cidades, por exemplo, como Canoas e Novo Hamburgo. Houve queda de algumas árvores, placas e ocorreu falta de luz em pontos do Vale do Sinos, onde foram observados dois temporais na região em apenas uma hora.

Bombeiros de Dois Irmãos, Campo Bom e Novo Hamburgo atendem as ocorrências pelos temporais no vale. São chamados por queda de árvores e alagamentos, que atingiram vias de várias cidades do Vale do Sinos. Segundo o portal Martin Behrend, no Grêmio Atiradores Novo Hamburgo, no bairro Rondônia, várias árvores quebraram ou foram arrancadas.

Choveu muito em vários pontos da Grande Porto Alegre e com alagamentos no final da tarde. Os volumes registrados até 20h atingiam 51 mm em Alvorada, 50 mm em Canoas, 46 mm em Novo Hamburgo, e 41 mm em Porto Alegre e Viamão.

Rua Lima e Silva alagada em Porto Alegre | LUCAS CUNHA

Na Serra, os temporais causaram estragos e transtornos. Parte da cidade de Garibaldi está sem luz. Diversas árvores caíram na área central da cidade, uma sobre um carro estacionado, deixando dois feridos. Várias árvores caíram com a força do vento na BR-470, trecho da Serra das Antas. Houve queda de árvores ainda na ERS-122 entre Caxias do Sul e Farroupilha.

No Vale do Rio Pardo, o vento muito forte causou destelhamentos em propriedades na cidade de Vera Cruz. No Vale do Taquari, em Roca Sales, o vendaval destelhou galpões da empresa Calçados Beira Rio, causando danos em carros que estavam estacionados nas proximidades. A ventania também ocasionou a queda de fios de postes.

Nas Missões, o vendaval do fim da tarde causou estragos em São Luiz Gonzaga. Há árvores e galhos espalhados pelas ruas e sobre carros na área urbana. De acordo com o Corpo de Bombeiros Militar, foram registradas diversas ocorrências de quedas de árvores, inclusive, atingindo residências.

Os temporais se concentram nesta noite de domingo em áreas mais ao Norte do estado, perto de Santa Catarina. Isso inclui o Noroeste do estado, o Médio e Alto Uruguai, Planalto Médio e os Campos de Cima da Serra.

O tempo segue instável nesta segunda-feira no Rio Grande do Sul, embora a instabilidade não atinja todo o estado. Espera-se tempo mais instável na Metade Norte, onde chove já entre a madrugada e de manhã em diversos pontos.

No decorrer do dia, porém, o sol vai aparecer com nuvens em muitas cidades, especialmente do Oeste e do Sul. Aquece menos que ontem, mas o ar quente e úmido forma novas áreas de instabilidade da tarde para a noite com chuva localizada em diferentes pontos. O risco de chuva forte localizada e de temporais isolados persiste hoje no Rio Grande do Sul, mas em poucos lugares.

Esta foi a primeira rodada de temporais da semana. Haverá instabilidade novamente nesta segunda-feira no Rio Grande do Sul de forma isolada, mas o que mais preocupa é o período da terça e da quarta, quando área de baixa pressão vai trazer chuva localmente intensa e muitos temporais com risco elevado de vento forte, tal como já alertado pela MetSul Meteorologia.

A MetSul Meteorologia está nos canais do WhatsApp. Inscreva-se aqui para ter acesso ao canal no aplicativo de mensagens e receber as previsões, alertas e informações sobre o que de mais importante ocorre no tempo e clima do Brasil e no mundo, com dados e informações exclusivos do nosso time de meteorologistas.

Anúncios