Anúncios

Cenário na orla de Porto Alegre no começo da tarde desta quarta-feira com o Guaíba em 3,30 metros, chuva, rajadas de vento Sul e as ondas avançando sobre as áreas de passeio | FERNANDO OLIVEIRA

O nível do Guaíba começou uma trajetória de baixa na tarde da terça-feira e que foi interrompida às 4h de hoje, quando estava em 3,26 metros no Cais Mauá. Com o vento Sul da chegada da frente fria, o Guaíba voltou a subir e atingiu 3,32 metros. A alta, porém, foi breve. Logo, o nível voltou a recuar e estava em 3,19 metros no fim da tarde.

Mesmo com vento Sul até sexta, e que não será intenso, a vazão chegando na área do Delta do Jacuí diminui a cada hora com os picos das vazões dos rios contribuintes do Guaíba já tendo passado pelo Delta do Jacuí entre segunda-feira e ontem.


Assim, a tendência é o Guaíba baixar mais nos próximos dias, mas ainda seguirá com marcas muito acima do normal. O pico da cheia se deu às 8h da terça com o Guaíba atingindo 3,46 metros, a maior cota desde a grande enchente de 1941 e a terceira maior dos últimos 150 anos.

O enorme volume de água de todos os rios que desembocam no Guaíba e que passaram por cheias tem como destino a Lagoa dos Patos. Localidades que são banhadas pela lagoa, assim, exigirão atenção nos próximos dias, especialmente nas áreas de Pelotas e Rio Grande que tendem a registrar alagamentos.


A chuva que atingiu o estado com a chegada de uma frente fria somava até o fim da tarde de hoje 90 mm em Passo Fundo, 65 mm em Bagé, 60 mm em Pedro Osório e Soledade, 58 mm em Dom Pedrito, 53 mm em Rio Grande, 52 mm em Livramento, 51 mm em Fontoura Xavier, 48 mm em Capão do Leão, 44 mm em Jaguarão, 43 mm em Caçapava do Sul, e 42 mm em Pelotas. Os volumes, assim, como previsto pela MetSul, não foram suficientemente altos para que houvesse o repique de cheias.

Há possibilidade de chuva, sem altos volumes, ainda nesta quinta em locais da Metade Norte gaúcha, especialmente perto de Santa Catarina. Não chove, porém, em grande parte do Rio Grande do Sul. Mas tem mais. Não choverá em grande parte do estado por dias, o que é uma excelente notícia. O sol vai predominar na sexta e no fim de semana.

A previsão do tempo para amanhã indica uma quinta-feira ainda com muitas nuvens no Rio Grande do Sul, especialmente na Metade Norte que terá maior coberturas de nebulosidade com chuva e garoa em alguns pontos. Chance maior de chover ou garoar em cidades mais ao Norte do estado, como no Médio e Alto Uruguai, Norte do Planalto Médio, e trechos da Serra e dos Aparados.

Aberturas de sol ocorrem principalmente em cidades do Centro para o Oeste e o Sul do estado com tempo muito aberto no extremo Sul gaúcho, de Pelotas e Rio Grande em direção ao Chuí. A temperatura estará agradável para padrões de fim de novembro na maioria das cidades, aquecendo mais no Oeste e no Sul.

A MetSul Meteorologia está nos canais do WhatsApp. Inscreva-se aqui para ter acesso ao canal no aplicativo de mensagens e receber as previsões, alertas e informações sobre o que de mais importante ocorre no tempo e clima do Brasil e no mundo, com dados e informações exclusivos do nosso time de meteorologistas.

Anúncios