Anúncios

A chuva não dá trégua no Oeste e no Norte do Uruguai, agravando as inundações que afetam a região. Hoje, a Meteorologia uruguaia confirmou que o acumulado de chuva na cidade de Rivera em só 24 horas até as 7h desta quinta-feira foi de impressionantes 223 milímetros, ou o dobro da média histórica mensal. No final da tarde e na noite de hoje tempestades severas atingiram províncias do Centro e do Norte da Argentina com queda de granizo, de grande tamanho em algumas localidades (foto).


Esse cenário de chuva extrema e tempo severo na Argentina e no Uruguai é efeito de um bloqueio atmosférico. A instabilidade fica retida na região e sendo alimentada por ar muito quente de Norte que estimula a formação de nuvens muito carregadas que despejam enormes volumes de chuva e trazem temporais de vento forte e granizo localizado.

Assine gratuitamente nossa newsletter para notícias e alertas


De hoje até o começo da semana que vem esse cenário não muda e a região, especialmente o Uruguai, sofrerá com intensas e volumosas precipitações que provocarão mais inundações no país vizinho. Os departamentos que mais devem ser afetados são Salto, Artigas, Paysandu, Tacuarembó, Rivera e Cerro Largo. Por conta da proximidade geográfica, o Oeste e o Sul do Rio Grande do Sul sofrem os efeitos desta enorme instabilidade com chuva excessiva e temporais. Foi o que ocorreu na quarta em Livramento com intensas precipitações e grandes alagamentos na cidade.

Anúncios