Anúncios

Fortes áreas de instabilidade que se formaram sobre o Paraná trouxeram chuva torrencial em pontos da Região Metropolitana de Curitiba na tarde deste sábado. O temporal com chuva volumosa em curto período provocou estragos e deixou diversas ruas da capital paranaense e de municípios da área metropolitana debaixo d’água.


Em Campina Grande do Sul, na Região Metropolitana de Curitiba, uma mulher ficou presa em sua residência após um alagamento. Ao acionar o resgate, ela informou que a água estava em aproximadamente 40 centímetros de altura e que precisava de ajuda para conseguir deixar o imóvel.

A Prefeitura de Curitiba informou que um muro caiu no bairro Atuba e foram realizadas duas entregas de lonas nos bairros Santa Cândida e Fazendinha. Houve alagamentos nos bairros Capão Raso e Lindóia. O temporal causou ainda as quedas de sete árvores nos bairros Bom Retiro, Capão Raso, Centro, Abranches, Portão, Cidade Industrial e Umbará.

A chuva em curto período somou até 35 mm em alguns bairros da capital paranaense. Com uma massa de ar quente e úmido sobre o Sul do Brasil, a atmosfera se instabiliza rapidamente com o aquecimento diurno e se formam nuvens carregadas capazes de provocar chuva forte a torrencial e temporais isolados.

Os dados indicam que neste domingo o cenário se repete. Os modelos projetam que o ar quente e úmido que traz muito abafamento formará vários núcleos de instabilidade sobre Santa Catarina e o Paraná da tarde para a noite deste domingo.

A chuva em alguns locais será intensa com risco de alagamentos e não são descartados temporais de vento forte e granizo. Há possibilidade de voltar a chover forte na cidade de Curitiba e em suas região metropolitana a partir da tarde.

Estas formações isoladas de instabilidade são recorrentes durante os meses quentes do ano e ocorrem principalmente em jornadas de forte calor e com alta umidade. Como são nuvens localizadas, os volumes altos são isolados e há uma enorme variabilidade de acumulados de precipitação, não raro dentro de um mesmo município.

É comum neste tipo de instabilidade convectiva de verão chover em alguns bairros de uma cidade e não chover em outros. Ou mesmo chover de alagar parte de um município e não cair uma gota em outro extremo da mesma localidade.

Anúncios