Anúncios

Nuvens carregadas trouxeram chuva hoje em Livramento (foto) e a previsão do tempo é de mais um dia de instabilidade atmosférica no Rio Grande do Sul neste domingo | FABIAN RIBEIRO

O Rio Grande do Sul teve um sábado de tempo abafado e instável sob influência de uma massa de ar quente e úmido que persiste sobre o estado. As máximas, mesmo com a instabilidade, voltaram a superar os 30ºC em diversas regiões gaúchas, o que tornou a favorecer pancadas de chuva em diferentes pontos.

Entre estações oficiais do Rio Grande do Sul mantidas pelo Instituto Nacional de Meteorologia, as máximas deste sábado foram de 34,3ºC em São Luiz Gonzaga, 33,3ºC em Cruz Alta, 32,4ºC em Tupanciretã, 32,3ºC em Campo Bom, 32,2ºC em São Gabriel e 32,1ºC em Santa Rosa e Santa Maria.


Com o calor e a umidade elevada, a atmosfera que já começou o dia com instabilidade teve a formação de nuvens de maior desenvolvimento vertical a partir da tarde que trouxeram chuva isolada para diversas regiões gaúchas e até forte em alguns pontos.

Os acumulados de chuva em 12 horas até o começo da noite deste sábado foram de 37 mm em Dom Pedrito, 19 mm em Campo Bom e Ivorá, 18 mm em Livramento, 17 mm em Itati e 16 mm em Arroio do Tigre.


Na Grande Porto Alegre, onde o começo do dia teve chuva em alguns pontos, inclusive em Porto Alegre com precipitação leve, o calor úmido formou nuvens carregadas que despejaram uma forte pancada de chuva entre 16h e 17h na área mais ao Norte da região metropolitana, entre Campo Bom e Novo Hamburgo.

Na noite deste sábado, o tempo segue instável no Rio Grande do Sul e ainda deve chover em diferentes regiões do estado, mas as precipitações seguem irregulares e mal distribuídas. Não se afasta a possibilidade de voltar a chover na Grande Porto Alegre.

O tempo não muda muito neste domingo. O Rio Grande do Sul terá um domingo de sol e nuvens com períodos de maior nebulosidade na maior parte do estado, mas o calor volta a formar área de instabilidade no decorrer do dia, especialmente da tarde para a noite.

A chuva atingirá mais a Metade Norte, embora irregular, e pontos isolados de outras regiões. Chove em menor número de cidades que no sábado. Setores localizados podem ter chuva forte e temporal típicos de verão. Será um dia de calor para os gaúchos com sensação de abafamento na maioria das áreas do estado.

Chama atenção nas projeções dos modelos o indicativo da possibilidade de chuva localmente forte a torrencial e mesmo a possibilidade de temporal de verão da tarde para a noite deste domingo, com maior probabilidade à tarde, na área entre os vales, a Grande Porto Alegre e a Serra.

Assim, Porto Alegre e outras cidades da região metropolitana devem ter chuva neste domingo e não se pode afastar o risco que em alguns pontos seja forte a intensa e mesmo com o risco de temporal isolado.

Estas formações isoladas de instabilidade são comuns durante os meses quentes do ano e ocorrem principalmente em jornadas de forte calor e com alta umidade. Como são nuvens localizadas, os volumes altos são isolados e há uma enorme variabilidade de acumulados de precipitação, não raro dentro de um mesmo município.

É comum neste tipo de instabilidade convectiva de verão chover em alguns bairros de uma cidade e não chover em outros. Ou mesmo chover de alagar parte de um município e não cair uma gota em outro extremo da mesma localidade.

Na segunda-feira, a instabilidade diminui no Rio Grande do Sul e será mais limitada a pontos do Norte e do Nordeste gaúcho à medida que ar mais seco e quente começará a ingressar a partir do Nordeste da Argentina no Oeste gaúcho.

Anúncios