A MetSul Meteorologia alerta que uma frente fria vai mudar o tempo no Rio Grande do Sul depois de uma quarta-feira marcada por intenso calor para abril em algumas regiões do estado. O sistema frontal traz chuva localmente forte com raios e ainda temporais em pontos isolados que têm início a partir desta noite pelo Oeste e o Sul.

A aproximação da frente fria trouxe o ingresso de ar mais quente para o estado durante esta quarta-feira, o que favoreceu um significativo aquecimento com máximas muito altas para abril e que passaram dos 35ºC em algumas cidades, especialmente do Norte e do Noroeste do estado.

Na rede oficial do Instituto Nacional de Meteorologia, as maiores máximas desta quarta foram de 34,4ºC em São Luiz Gonzaga; 34,1ºC em Ibirubá; 33,9ºC em Uruguaiana e em Serafina Corrêa; 33,8ºC em Alegrete, São Borja e Santa Rosa; 33,7ºC em Passo Fundo; 33,5ºC em Tupanciretã; 33,3ºC em Cruz Alta; e 33,2ºC em Santo Augusto.

As máximas de Serafina Corrêa (33,9ºC) e de Passo Fundo (33,7ºC) são por demais altas para esta época do ano em se tratando de locais de maior altitude, na Serra e no Planalto Médio, respectivamente.

Para se ter ideia, a maior máxima em abril em Passo Fundo na série histórica 1913-1960 foi de 30,6ºC (1945). Na série 1961-1990, por sua vez, a máxima absoluta de abril foi de 33,1ºC (1973). No periodo 1991-2023, não se encontra valor maior que o de hoje em abril. O calor de hoje, assim, pode ser reputado como histórico para estas localidades de maior altitude com provável recorde absoluto de máxima para abril em 110 anos de observações.

O calor muito intenso, porém, não foi generalizado. Em Porto Alegre, a máxima oficial no Jardim Botânico (estação automática) foi de 30,2ºC. Em Campo Bom, atingiu 31,5ºC. No Sul do estado, a região de Pelotas e Rio Grande teve uma tarde com apenas 25ºC, uma marca agradável.

Mas tem uma grande mudança no tempo se iniciando nesta noite com o avanço de uma linha de instabilidade associada a uma frente fria que ingressa pelo Oeste e o Sul do Rio Grande do Sul, a partir da fronteira com o Uruguai, com muito raios, chuva que pode forte a intensa em alguns pontos, e possibilidade de temporais com rajadas de vento forte.

A imagem do satélite GOES-16 abaixo, das 19h desta quarta-feira, mostra nuvens muito carregadas, de grande desenvolvimento vertical, com potencial para tempo severo, acompanhando a linha de instabilidade que ingressa pelo Oeste e a fronteira na dianteira da frente fria.

METSUL

O avanço da frente fria traz aumento de nuvens e chuva para a maioria das regiões nesta quinta. Chove desde cedo no Oeste e no Sul. No decorrer do dia, a instabilidade avança e o tempo se instabiliza com chuva irregular em mal distribuída pelo estado, e várias cidades da Metade Norte ainda terão horas de sol e nuvens antes da instabilidade na quinta.

Pontos mais ao Norte e ao Nordeste do estado, especialmente perto de Santa Catarina, podem ter chuva apenas na sexta. Com a chuva, a temperatura pouco se eleva no Centro-Sul do estado, mas em setores do Noroeste, do Norte e do Nordeste gaúcho será outro dia quente e com calor.

De acordo com a nossa análise, o maior risco no momento inicial, nas próximas horas, será de chuva forte em pontos no Oeste e no Sul com possibilidade de raios e ocasionais temporais isolados de vento e granizo. No decorrer da quinta, o risco se transfere para outras áreas do estado, mas a destacamos que a instabilidade tende a ser menos organizada e na maioria dos locais menos intensa, de forma que o Oeste e o Sul são as áreas de maior perigo.

Enfatizamos que não se antevê cenário como o do dia 21 de março, quando temporais com vendavais atingiram todas as regiões gaúchas na passagem de uma frente fria. Agora, quaisquer ocorrências de tempo severo tendem a ser mais pontuais, com maior risco no Oeste e no Sul no presente momento, não se projetando tempestade para a grande maioria das cidades gaúchas, embora o risco em diferentes pontos da geografia gaúcha.

Na sexta, a instabilidade ainda afeta o estado em parte do dia, sobretudo área do Centro e da Metade Norte, enquanto pelo Oeste e o Sul vai começar a avançar ar mais seco e frio que trará um sábado no estado de sol e temperatura agradável, tipicamente de abril. A trégua da chuva, porém, será breve. A previsão da MetSul indica que parte do estado voltará a ter instabilidade no domingo, inclusive com risco de chuva localmente forte e de alguns temporais isolados. Porto Alegre é uma das cidades que podem ter chuva forte no domingo.

A MetSul Meteorologia está nos canais do WhatsApp. Inscreva-se aqui para ter acesso ao canal no aplicativo de mensagens e receber as previsões, alertas e informações sobre o que de mais importante ocorre no tempo e clima do Brasil e no mundo, com dados e informações exclusivos do nosso time de meteorologistas.