Anúncios

Chuva forte deverá causar alagamentos em algumas cidades mineiras nos próximos dias com risco de enchentes | DOUGLAS MAGNO/AFP/METSUL METEOROLOGIA/ARQUIVO

A chuva deve seguir castigando Minas Gerais. O estado deve ter os maiores acumulados de precipitação na Região Sudeste nos próximos dias, o que vai agravar os problemas já ocorrem em diversos municípios em consequência do excesso de precipitação.

Conforme os mais recentes balanços da Defesa Civil de Minas Gerais, ao menos 83 municípios já decretaram situação de emergência em razão das chuvas. O estado mineiro contabiliza ainda sete mortos em consequência das precipitações e dos temporais.


Segundo a Defesa Civil, havia mais de 1.100 pessoas desabrigadas- aquelas que necessitam de abrigo público – e mais de 4 mil desalojados, aquelas pessoas que vão para casa de amigos ou familiares.

Somente na quarta-feira da semana passada, o número de cidades em situação de emergência subiu 77% em apenas um dia, passando de 45 para 80, depois de um começo de dezembro com muita chuva em Minas Gerais.


A previsão é de mais chuva para Minas Gerais hoje e nos próximos dias com acumulados que podem ser localmente excessivos, aumentando o risco de transtornos para a população.

O mapa abaixo mostra a projeção de chuva para sete dias do modelo meteorológico alemão Icon em que se observa a tendência de chover mais de 100 mm no período em muitas cidades mineiras com marcas de 150 mm a 200 mm em alguns pontos.

Belo Horizonte, por exemplo, deve ter muita chuva entre o domingo e a próxima quarta-feira com acumulados bastante elevados que devem se estender à região da Grande NH com alto risco de alagamentos e de temporais com chuva torrencial.

Chuva extrema isolada

Um dos cenários previstos para os próximos dias em Minas Gerais é de chuva extrema isolada com volumes excessivamente altos localizados ocorrendo em curtos períodos com enchentes e inundações.

Observe o mapa de chuva acumulada no Sudeste do Brasil até 9h da manhã de domingo e veja como há múltiplos pontos isolados de Minas Gerais com volumes altíssimos, alguns com marcas de 200 mm a 300 mm.

São acumulados que ocorrem acompanhando temporais que podem despejar 50 mm a 100 mm em menos de três horas, mas que na soma de dois a três dias de instabilidade podem ficar acima de 200 mm.

Como consultar os mapas

Todos os mapas de chuva neste boletim podem ser consultados pelo nosso assinante (assine aqui) na nossa seção de mapas. A plataforma oferece ainda mapas de chuva, geada, temperatura, risco de granizo, vento, umidade, pressão atmosférica, neve, umidade no solo e risco de incêndio e raios, dentre outras variáveis, com atualizações duas a quatro vezes ao dia, de acordo com cada simulação. Na seção de mapas, é possível consultar ainda o nosso modelo WRF de altíssima resolução da MetSul.

Anúncios