Anúncios

Chuva avança com raios na fronteira com o Uruguai | FABIAN RIBEIRO

O tempo começa a mudar no Rio Grande do Sul, no que será o começo de uma longa sequência de dias de forte instabilidade no estado e que deve persistir até a metade da semana que vem, com alta frequência de chuva e temporais isolados no território gaúcho (leia alerta aqui).

A mudança do tempo ocorre na sequência de uma quinta-feira escaldante no Rio Grande do Sul. Porto Alegre teve hoje a maior temperatura do verão em sua estação convencional com 37,1ºC. Antes, a maior marca da estação era de 36,5ºC em 14 de janeiro. Por dados da estação automática, no mesmo local do Jardim Botânico, houve dias mais quentes que hoje neste verão.

Já na Grande Porto Alegre, Campo Bom anotou 37,7ºC. Estação particular em Parobé indicou 38ºC. No interior, máximas oficiais de 37,6ºC em Uruguaiana; 37,5ºC em São Borja; 36,9ºC em Teutônia; 36,4ºC em São Luiz Gonzaga; e 36,3ºC em Quaraí. Estações particulares indicaram 38ºC a 39ºC nos vales, Oeste e no Noroeste.

O sol chega a aparecer com nuvens em diversas localidades do Rio Grande do Sul nesta sexta, mas a nebulosidade aumenta. Chove principalmente no Oeste, no Centro e no Sul do estado, forte em alguns pontos e com risco de temporais isolados. Já na noite desta quinta chuva e trovoadas atinge setores do Oeste e entre a madrugada e de manhã a instabilidade se desloca para áreas do Centro e do Sul.


Na Metade Norte do Rio Grande do Sul, por sua vez, a chuva será bastante isolada e não chega a ocorrer em todas as cidades nesta sexta-feira. Por isso, localidades acima do paralelo 30ºS terão menor instabilidade nesta sexta e em várias sequer chove, sobretudo mais ao Norte do estado. Nestas áreas, o dia não é tão quente como esta quinta pelo aumento de nuvens, mas segue o calor e vai estar abafado.

Uma massa de ar quente, úmida e muito instável cobrirá o estado até o meio da próxima semana, proporcionando o risco de episódios de chuva intensa localizada e temporais isolados. “Não choverá o tempo todo e vão ser registrados momentos de melhoria com aberturas e abafamento”, assinala a meteorologista da MetSul Estael Sias.

A massa de ar extremamente instável que atua desde o começo da semana com chuva forte e temporais com raios, granizo e vento no Uruguai e em províncias do Centro da Argentina agora vai passar a influenciar o tempo também no Rio Grande do Sul.

Serão ao menos seis dias seguidos em que as condições estarão propícias para chuva localmente forte e tempestades isoladas, em que podem ocorrer vendavais e queda de granizo em alguns pontos. Embora todas as áreas do estado sejam de risco durante os próximos dias, não se projeta temporais em todas as cidades do estado.

A MetSul Meteorologia está nos canais do WhatsApp. Inscreva-se aqui para ter acesso ao canal no aplicativo de mensagens e receber as previsões, alertas e informações sobre o que de mais importante ocorre no tempo e clima do Brasil e no mundo, com dados e informações exclusivos do nosso time de meteorologistas.

Anúncios