Anúncios

Diversos municípios enfrentam alagamentos e inundações | DEFESA CIVIL

No Norte e Nordeste de Santa Catarina, os acumulados neste episódio de chuva excepcional atingiam até a manhã desta quarta-feira 610 mm em Schroeder, 456 mm em Joinville, 371 mm em Benedito Novo, 337 mm em Luiz Alves, 316 mm em Jaraguá do Sul e 273 mm em São Bento do Sul.

Já em Florianópolis e na Grande Florianópolis, os volumes deste evento extremo de chuva de hoje e dos últimos dias atingiam até a manhã desta quarta 275 mm em Antônio Carlos, 269 mm em Rancho Queimado, 266 mm em Santo Amaro da Imperatriz, 255 mm em Águas Mornas, e 222 mm em Florianópolis (ilha).


Os maiores volumes em 24 horas até o final da manhã desta quarta foram de 107 mm em Schroeder, 90 mm em Rancho Queimado, 74 mm em Antônio Carlos, 71 mm em Palhoça e 65 mm em Santo Amaro da Imperatriz.

A chuva, nas últimas horas, como era previsto, concentrou-se principalmente na área da Grande Florianópolis, onde entre hoje e amanhã haverá períodos de chuva forte e localmente torrencial com elevados volumes em curto período.


No Nordeste catarinense, gradualmente as precipitações tendem a diminuir enquanto de Florianópolis para o Sul de Santa Catarina a perspectiva é que a chuva aumente agora nesta metade da semana com maior aporte de umidade oceânica mais ao Sul do Litoral. No Norte e Nordeste catarinense, chuva forte será mais localizada e por convecção.

Os mapas abaixo mostram as projeções de chuva acumulada diária para hoje e amanhã no Sul do Brasil do modelo meteorológico alemão Icon em que se observa a tendência de o dia mais chuvoso ser hoje no Leste de Santa Catarina, especialmente na região de Florianópolis.

O modelo de alta resolução WRF da MetSul aponta acumulados mais altos que o modelo Icon alemão no seu acumulado de 72 horas com volumes localizados muitíssimo altos para o setor Leste catarinense com destaque para volumes por demais altos, até acima de 200 mm, em pontos a Oeste de Florianópolis, no Sul catarinense e nas áreas da Serra próxima da costa.

Com isso, permanece o alerta de transtornos e risco para a população devido à manutenção da instabilidade e a perspectiva de novos episódios de chuva localizada com volumes excessivios a extremos em curto período nas áreas indicadas nos mapas.

Mais transtornos

São prováveis novos pontos de alagamentos e inundações. É alto ainda o risco de transbordamento de córregos e arroios por conta dos volumes altos somados de vários dias e episódios de chuva torrencial, afinal em vários momentos a chuva deve ser intensa com elevados acumulados de chuva em curto período.

A sucessão de dias de chuva volumosa e os acumulados extremos mantêm o risco extremo de deslizamentos no Leste e Nordeste de Santa Catarina, onde o relevo é mais acidentado e com muitos morros.

Podem ser esperadas mais quedas de barreiras em rodovias e é alta a probabilidade que o tráfego venha a ser afetado em algumas estradas com bloqueios parciais ou totais, seja por água acumulada ou deslizamentos.

Com a forte e persistente chuva da madrugada desta quarta-feira, a rodovia SC-418, Serra Dona Francisca, no Norte do Estado, voltou a ter um ponto de interdição total. Uma nova queda de encosta entre os quilômetros 17 e 22 bloqueou completamente a rodovia. Nos quilômetros 21 e 41, o trânsito está em meia pista.

Emergência

Subiu o número de cidades em situação de emergência. Os decretos já foram assinados por prefeitos de ao menos oito municípios. Os primeiros a decretar foram Guaramirim, São Bento do Sul, Luiz Alves, Corupá, Joinville e Rio do Cedro. A Defesa Civil tem informações de decretos por Timbó, Araquari e Schroeder que providenciavam documentação. O último município a entrar em emergência foi Santo Amaro da Imperatriz.

Como consultar os mapas

Todos os mapas de chuva neste boletim podem ser consultados pelo nosso assinante (assine aqui) na nossa seção de mapas. A plataforma oferece ainda mapas de chuva, geada, temperatura, risco de granizo, vento, umidade, pressão atmosférica, neve, umidade no solo e risco de incêndio e raios, dentre outras variáveis, com atualizações duas a quatro vezes ao dia, de acordo com cada simulação. Na seção de mapas, é possível consultar ainda o nosso modelo WRF de altíssima resolução da MetSul.

Anúncios