Anúncios

A semana vai chegando ao fim com instabilidade no Rio Grande do Sul, tal qual era antecipado nos prognósticos da MetSul Meteorologia. Embora o sol tenha aparecido em diferentes pontos de manhã acompanhado de nuvens, como foi o caso da capital, a nebulosidade aumentou muito e o tempo se instabilizou com chuva em diversas regiões.


Os mapas mostram, à esquerda, a imagem do satélite meteorológico GOES-16 com sensor de descargas GLM do começo da tarde desta sexta-feira e, à direita, a chuva estimada pelo satélite em um intervalo de dez minutos. Nota-se como a instabilidade afeta diversas áreas do estado com a chuva atuando principalmente entre o Centro e o Noroeste gaúcho. Mais a Oeste o tempo está mais forme, apesar da presença de nuvens.

Os volumes de chuva até o momento não são altos. De acordo com dados de estações oficiais, a chuva acumulada até o começo da tarde desta sexta-feira somou 15 mm em São Luiz Gonzaga, 14 mm em Santa Rosa, 10 mm em Tupanciretã e 5 mm em Cruz Altas. Em muitas áreas do Sul e do Leste gaúcho, incluindo a região metropolitana de Porto Alegre, a chuva chega da tarde para a noite de hoje.


Mantém-se a previsão de que os volumes de chuva não serão altos neste evento de instabilidade com acumulados na maioria das áreas do Rio Grande do Sul que devem se situar entre 5 mm e 15 mm com acumulados mais altos, em média de 15 mm a 30 mm, em alguns pontos. Mais a Oeste, chove pouco ou nada na maior parte dos municípios.

Neste sábado, o tempo ainda vai estar instável em parte do dia em algumas áreas do estado gaúcho. Embora o sol apareça com nuvens em diferentes pontos, o Rio Grande do Sul vai ter muitas nuvens neste sábado, especialmente na Metade Leste. Permanece a possibilidade de chuva ou garoa em alguns pontos, sobretudo da Metade Leste e do Norte gaúcho. Chance é maior de instabilidade na primeira metade do dia.

Anúncios