Céu escureceu e choveu forte na tarde de hoje em Ijuí | CARLOS KIST

Área de baixa pressão atmosférica instabilizou o tempo no Rio Grande do Sul nesta segunda-feira com chuva generalizada no estado e que foi forte a intensa em algumas localidades. Pancadas torrenciais atingiram alguns municípios, acompanhadas de trovoadas, trazendo elevados volumes em curto período, o que já era alertado pela MetSul Meteorologia.

Os mais altos volumes observados até o começo da noite desta segunda na rede da estações meteorológicas do Instituto Nacional de Meteorologia somavam 52 mm em São Luiz Gonzaga, 28 mm em Jaguarão, 27 mm em Pelotas e 22 mm em Livramento.

Já na rede do Centro Nacional de Monitoramento de Desastres eram observados acumulados mais altos com 111 mm em Nova Palma, 90 mm em Faxinal do Soturno, 70 mm em Morrinhos do Sul, 69 mm em Arroio Grande, 68 mm em Entre-Ijuís, 45 mm em Taquari, 41 mm em Pelotas, 38 mm em Capão do Leão e 35 mm em Jaguarão.


Emissoras de rádio do Noroeste do Rio Grande do Sul informam que as pancadas por vezes fortes a torrenciais de chuva da tarde desta segunda-feira causaram alagamentos em algumas cidades da região. Um dos municípios com chuva volumosa foi Giruá.

A MetSul Meteorologia antecipa que a chuva desta segunda é apenas o começo de episódio de instabilidade de vários dias seguidos. Nesta terça, a instabilidade persiste no estado. O tempo segue muito instável no Rio Grande do Sul e chove outra vez em todas as regiões do estado.

Imagem de satélite do começo da noite desta segunda-feira mostrava nuvens muito carregadas com chuva forte no Oeste, Noroeste e o Norte do Rio Grande do Sul com tendência de deslocamento para Leste | NOAA/NASA/METSUL

entre a madrugada e de manhã se espera chuva em vários pontos do território gaúcho. Da tarde para a noite, a instabilidade deve se concentrar na Metade Norte enquanto no Sul ocorrem momentos de melhoria. A chuva novamente será forte em pontos isolados com possibilidade de elevados volumes em curto intervalo, o que pode provocar alagamentos. Não podem ser descartados temporais localizados.


O tempo, contudo, não firma nos dias seguintes e ainda deve chover em várias localidades gaúchas. Na quarta-feira, embora o sol apareça em diferentes pontos com nuvens, outra vez se espera chuva na maioria das regiões gaúchas no decorrer do dia.

Na quinta e na sexta, pancadas de chuva localizadas devem atingir vários pontos do estado, embora sejam previstos intervalos de melhoria em que o sol aparece. Este padrão de chuva isolada no Rio Grande do Sul deve continuar no próximo fim de semana.

Projeção de chuva do modelo do Centro Meteorológico Europeu (ECMWF) para a madrugada, manhã, tarde e noite desta terça-feira | METSUL

Os acumulados de chuva só desta semana devem ficar acima de 50 mm em grande número de municípios do Rio Grande do Sul, beneficiando as lavouras de soja, mas haverá diversos pontos em que os acumulados de precipitação destes últimos dias de fevereiro tendem a ultrapassar a marca dos 100 mm, podendo ficar entre 150 mm e 200 mm de forma isolada.

A MetSul reitera o aviso sobre o elevado risco de chuva localmente intensa em curtos intervalos, o que trará alagamentos e a possibilidade de inundações repentinas em algumas cidades. Estes volumes mais altos são localizados e não vão se verificar em todo o estado. Apesar do risco de temporais isolados, a maior probabilidade de transtornos é por chuva forte a torrencial localizada.


A MetSul Meteorologia está nos canais do WhatsApp. Inscreva-se aqui para ter acesso ao canal no aplicativo de mensagens e receber as previsões, alertas e informações sobre o que de mais importante ocorre no tempo e clima do Brasil e no mundo, com dados e informações exclusivos do nosso time de meteorologistas.