Anúncios

KGO-TV/Reprodução

Os moradores do estado norte-americano da Califórnia despertaram hoje com cenas distópicas de filmes apocalípticos (clique aqui e veja) pela fumaça de incêndios gigantescos que castiga o Oeste dos Estados Unidos, sobretudo a Califórnia, Oregon, Colorado e Washington.

KGO-TV/Reprodução

KGO-TV/Reprodução

NBC Bay Area/Reprodução

KGO-TV/Reprodução

Em San Francisco, a população estupefata olhava para o céu e registrava em fotografias e vídeos o céu laranja pela combinação da densa fumaça e o nevoeiro marítimo. Cenas que se repetiram em outras cidades da região como Oakland e San José.

Os índices de qualidade do ar atingiram níveis considerados perigosos, acima de 350 a 400, como nos piores dias de poluição na China e na Índia, com reflexos para a saúde da população. Locais icônicos da região como a ilha de Alcatraz, o skyline de San Francisco, a ponte Golden Gate e o Fisherman’s Wharf sob o céu laranja e marrom estavam entre as imagens mais publicadas no mundo hoje.

EarthCam

Uma seca prolongada de anos, sucessivas ondas de calor com recordes de mais de um século e umidade extremamente baixa criaram cenário ideal para os incêndios. A quantidade de fumaça na costa da Califórnia hoje era colossal, lembrando uma nuvem de erupção vulcânica.

NOAA

Segundo a CalFire, em 2020, até 7 de setembro, foram 7.606 incêndios e em todo o ano passado 4.927. A área queimada até agora no ano chega a quase um milhão de hectares na Califórnia enquanto no ano passado foi de 47 mil hectares. Os incêndios geraram uma quantidade imensa de fumaça que cobria grande parte da costa Oeste dos Estados Unidos nesta quarta-feira.

A estatística mostra que a tendência é de alta tanto em número de incêndios como em área queimada a cada ano na Califórnia acompanhando o aquecimento do planeta.

Anúncios