Anúncios

A sensação no amanhecer desta quinta-feira em Porto Alegre era de estar numa capital do Nordeste do Brasil com sol, abafamento, temperatura acima de 25ºC em alguns bairros e nuvens carregadas isoladas causando chuva. Tamanha era a sensação de ar abafado e úmido.


A imagem do satélite meteorológico GOES-16 mostrava um Complexo Convectivo de Mesoescala sobre o Nordeste da Argentina. É a segunda madrugada seguida com um CCM atuando nas latitudes médias da América do Sul. Ontem, outro sistema deste tipo trouxe chuva extrema de até 150 mm a 200 mm em poucas horas em pontos do Centro da Argentina e do Oeste do Uruguai.

Um complexo convectivo de mesoescala (conhecido na Meteorologia pela sigla CCM) é aglomerado de tempestades que ocorre numa escala de algumas dezenas a centenas de quilômetros, fenômeno comum que se forma durante a noite nos meses quentes do ano no Nordeste da Argentina e no Paraguai.


Tais complexos convectivos são caracterizados por uma estrutura organizada que pode incluir várias células convectivas individuais interconectadas e não raro apresentam um aspecto circular nas imagens de satélite.

Os CCMs são frequentemente associados a sistemas meteorológicos de grande escala, como frentes, linhas de instabilidade ou áreas de baixa pressão e são capazes de produzir chuvas intensas com altíssimos, trovoadas, granizo e, em alguns casos, tempestades severas com vendavais.

Este tipo de formação se dá em massas de ar muito quentes, úmidas e instáveis, tal qual a massa de ar que cobre neste momento o Rio Grande do Sul e o país vizinhos, o que favorece o calor intenso com muito abafamento e instabilidade.

Por isso, o Rio Grande do Sul terá nesta quinta-feira mais um dia muito quente, abafado e com sol e chuva em diversas regiões. A atmosfera está tão quente, úmida e instável que qualquer nuvem passageira é capaz de trazer chuva, assim as precipitações tendem a ser muito irregulares na distribuição e não chega a chover em todas as cidades.

O sol aparece acompanhado de nuvens nesta quinta no estado, mas haverá uma maior cobertura de nebulosidade no Rio Grande do Sul. Há expectativa de chuva principalmente em pontos do Noroeste, do Oeste, do Centro e do Sul gaúcho, mas as precipitações serão mal distribuídas. No Oeste, risco de chuva localmente forte a intensa isolada. Nas demais áreas, qualquer instabilidade será localizada e passageira.

Esta quinta-feira vai ser quente no estado gaúcho, mas as nuvens impedem maior aquecimento em algumas regiões. O calor será mais forte outra vez na Grande Porto Alegre e nos vales assim como em pontos do Noroeste, onde as máximas devem ficar entre 33ºC 35ºC na maioria das cidades, mas marcas em alguns pontos acima de 35ºC.

A MetSul Meteorologia está nos canais do WhatsApp. Inscreva-se aqui para ter acesso ao canal no aplicativo de mensagens e receber as previsões, alertas e informações sobre o que de mais importante ocorre no tempo e clima do Brasil e no mundo, com dados e informações exclusivos do nosso time de meteorologistas.

Anúncios