Anúncios

Pancadas de chuva devem atingir diferentes áreas do Rio Grande do Sul neste fim de semana com ar quente e maior umidade | FABIAN RIBEIRO/ARQUIVO

As últimas horas foram marcadas por tempestades, algumas de forte a severa intensidade, na Argentina. Muitas áreas de instabilidade se formaram sobre o Centro argentino na noite de quinta com chuva localmente forte e raios. A massa de ar quente precedendo uma frente fria é instável e favorece fenômenos severos isolados.


Um tornado se formou entre os picos Calchaquíes e surpreendeu moradores de Tafí del Valle, na província argentina de Tucumán. O Serviço Meteorológico Nacional (SMN) informou que é um fenômeno muito raro na área.

Havia alerta amarelo para Buenos Aires e outras sete províncias. Em alguns vídeos que foram compartilhados nas redes sociais, é possível ver um grande funil de vento que causou muita poeira na cidade, sem gerar grandes consequências.

A massa de ar quente trouxe mais uma vez calor muito intenso na tarde da quinta-feira entre o Centro e o Norte da Argentina. As máximas nas estações do SMN atingiram 43,5ºC na cidade de Rivadavia, 42,7ºC em Santiago del Estero, 40,5ºC em Orán e 40,2ºC em Las Lomitas.

No Rio Grande do Sul, a mesma massa de ar quente trouxe máximas ontem nas estações oficiais de 37,7ºC em Uruguaiana, 37,2ºC em São Borja, 36,6ºC em Quaraí, 36,2ºC em Alegrete e 35,3ºC em São Luiz Gonzaga.

NOAA/NASA/METSUL

As imagens do satélite meteorológico GOES-16 da manhã de hoje mostravam uma frente fria atuando no Centro da Argentina e que foi o gatilho para os temporais isolados de ontem à noite e da madrugada de hoje, mas que perderam força na manhã desta sexta-feira.

Com a chegada da frente, a nebulosidade aumentou e houve registro de chuva na madrugada na região da Grande Buenos Aires com reportes de precipitação no começo do dia no Aeroporto Internacional de Ezeiza. Além da chuva, a frente trouxe alívio para o calor que ontem chegou a 32ºC na região metropolitana da capital argentina.

O sistema frontal começou ainda a instabilizar o tempo no Sudoeste do Uruguai. No começo desta sexta-feira, o Instituto Uruguaio de Meteorologia emitiu advertências de cor amarela por chuva forte e temporais para departamentos situados no chamado Litoral Norte do país.

De acordo com o comunicado de alerta do Inumet, “uma perturbação atmosférica associada a massas de ar úmidas e instável que ​​afeta o país origina tempestades, algumas ocasionalmente fortes. Em zonas sob temporais poderão ocorrer chuvas intensas em períodos curtos, granizo pontual, intensa atividade elétrica e fortes rajadas de vento”, destaca o aviso do órgão oficial de Meteorologia uruguaio.

A MetSul Meteorologia alerta que a interação entre massa de ar quente crescentemente instável pelo aumento de umidade com a aproximação de uma frente fria vai favorecer a ocorrência de chuva e temporais isolados no Rio Grande do Sul neste fim de semana de Natal no Rio Grande do Sul.

O sol chega a aparecer na maioria das regiões do estado neste sábado e domingo com forte calor principalmente nesta véspera de Natal, entretanto no decorrer deste fim de semana se espera aumento da nebulosidade e um incremento das taxas de instabilidade sobre o território gaúcho.

Os dois dias devem ser quentes no Rio Grande do Sul com o calor mais intenso previsto para este sábado que terá menor nebulosidade com aumento mais pronunciado da temperatura. A atmosfera aquecida, com maior umidade, se tornará propícia para a formação de áreas de instabilidade.

Movimentos convectivos, em que o ar ascende na atmosfera, gerarão nuvens carregadas isoladas do tipo Cumulonimbus (Cb) que são capazes de gerar chuva localmente forte e temporais isolados de vento e queda de granizo, assim como vem ocorrendo na Argentina e no Uruguai.

Previsão de chuva do modelo europeu para sábado | METSUL

 

Previsão de chuva do modelo europeu para domingo | METSUL

Nesta véspera de Natal, a instabilidade afeta mais localidades situadas no Oeste e no Sul, especialmente as próximas da fronteira com o Uruguai, sobretudo da tarde para a noite. Já no domingo, as pancadas com risco de tempestades localizadas alcançam a maioria das regiões gaúchas, notadamente o Oeste, Noroeste, Centro e o Sul do estado.

Com o deslocamento da frente fria, a chuva já se registra desde cedo em pontos do Oeste e do Sul ao passo que nas demais regiões a instabilidade ocorre de forma isolada mais da tarde para a noite após horas de sol, nuvens e calor.

Projeção de chuva acumulada para cinco dias do modelo alemão Icon | METSUL

A chuva, é importante enfatizar, será bastante irregular e não trará alívio para a estiagem na maioria dos municípios. É altamente provável que sequer chova neste fim de semana em diversas cidades gaúchas, principalmente da Metade Norte, ante a irregularidade das precipitações.

Na segunda-feira, o tempo ainda vai estar instável em parte do Rio Grande do Sul com a chuva mais concentrada no Norte e no Nordeste do estado, atingindo localidades que não vierem a ter precipitação neste fim de semana. Será o dia com a probabilidade maior de chuva com maior volume em pontos da Grande Porto Alegre e da Serra, embora já não se descarte chuva nestas regiões no domingo.

Anúncios