Fernando Frazão/Agência Brasil/EBC

São Paulo teve hoje a maior temperatura já registrada no estado desde que começaram as medições com o registro de temperatura máxima de 43,5ºC na estação automática do Instituto Nacional de Meteorologia no município de Lins. A marca bate o recorde que vinha desde o ano de 1933 de 43,0ºC na cidade de Iguape. 

Com 37,3ºC, a cidade de São Paulo anotou ontem na estação do Mirante de Santana a terceira maior temperatura de sua série histórica, somente atrás dos registros de 37,8ºC de 17/10/2014 e os 37,4ºC de 2/10/2020. Quase todas as maiores máximas da capital paulista desde que se iniciaram as medições na cidade em 1943 se deram agora nesta extraordinária onda de calor dos meses de setembro e outubro de 2020. 

Outros recordes foram alcançados hoje em estações do interior paulista, reescrevendo a climatologia histórica das temperaturas máximas históricas no estado de São Paulo. 


Barretos, com 42,9°C nesta quarta-feira, assumiu o terceiro lugar no posto no ranking histórico das mais altas temperaturas do estado paulista até hoje. Bateu seu recorde anterior de 41,8°C em 24/10/2015. A estação foi aberta em 2010. Ibitinga assumiu a quinta posição, com 42,6°C hoj, e bateu o seu recorde de 41,7°C do último dia 30/9. Jales, na nona colocação, teve recorde de 42,0°C que superou o anterior de 41,9°C do dia 5/10. Em Iperó, região de Sorocaba, o recorde desta quarta-feira de 39,1°C é o maior desde a abertura da estação em 2006 (anterior era 37,1°C em 17/10/2014).

Este é o novo ranking das maiores temperaturas do estado de São Paulo com base nas estações meteorológicas e automáticas do Instituto Nacional de Meteorologia:

1) 43,5°C de Lins em 07/10/2020


2) 43,0°C de Iguape em 03/02/1933

3) 42,9°C de Barretos em 07/10/2020

4) 42,8°C de Registro em 02/10/2020

5) 42,6°C de Ibitinga em 07/10/2020


6) 42,4°C de Dracena em 06/10/2020

7) 42,2°C de Catanduva em 05/10/2020

8) 42,1°C de Iguape em 16/01/1956, Catanduva e Votuporanga em 03/10/2020

9) 42,0°C de Jales em 07/10/2020

10) 41,9°C de Lins em 30/09/2020 e 06/10/2020 e Dracena em 03/10/2020

Não só São Paulo teve recorde estadual de calor ontem. A temperatura no Mato Grosso do Sul ontem chegou a 44,6ºC no município de Paranaíba. É a maior temperatura já observada até hoje no estado do Centro-Oeste e foi idêntica à observada na cidade de Água Clara no dia 5 deste mês. A marca de 44,6ºC é a segunda maior de todos os registros oficiais do Brasil desde que tiveram início os dados no país no século 19. O recorde é de 44,7ºC, pertencente ao município de Bom Jesus, no Piauí, em novembro de 2005.

A temperatura superou 40ºC ontem também no Paraná, no Mato Grosso, Goiás e Minas Gerais. No estado mineiro também houve recorde histórico.

Belo Horizonte teve o dia mais quente da sua história nesta quarta. A máxima chegou a 38,4°C na capital mineira. Conforme o Instituto Nacional de Meteorologia, é o dia mais quente da história de Belo Horizonte desde o começo das medições há mais de um século.

Antes, o dia mais quente em Belo Horizonte foi o último sábado (3). Os termômetros apontaram  37,8°C. Anteriormente, o recorde era de outubro de 2015, quando os termômetros chegaram a marcar 37,4°C.