Anúncios

 

Temperatura passou dos 30°C no Vale do Sinos e pode atingir 35°C quarta-feira na região | DANIEL FLECK

Parte do Rio Grande do Sul teve uma segunda-feira com forte calor, efeito de uma corrente de jato em baixos níveis da atmosfera que se origina na Bolívia. Este corredor de vento, entre 1000 e 2000 metros de altitude, além de trazer rajadas de vento Norte, transporta ar muito quente do Centro-Oeste e da Amazônia para o Norte e o Nordeste da Argentina, Paraguai e o Rio Grande do Sul.


As estações do Instituto Nacional de Meteorologia registraram máximas à tarde nesta segunda-feira de 32,6ºC em Uruguaiana, 32,0ºC em São Luiz Gonzaga, 31,6ºC em Teutônia, 30,8ºC em Tupanciretã, 30,7ºC em Santo Augusto, 30,6ºC em Ibirubá, 30,2ºC em Cruz Alta, e 30,1ºC em Frederico Westphalen.

Já estações automáticas particulares e da Secretaria da Agricultura apontaram marcas durante a tarde de 33,7ºC em Porto Xavier, 33,3ºC em Santa Rosa, 32,4ºC em Porto Vera Cruz e São Borja, 32,3ºC em Bossoroca, 32,2ºC em Santo Ângelo, 31,4ºC em Cerro Largo, 31,2ºC em Espumoso, e 30,3ºC em Lajeado e Feliz, dentre outras várias cidades que superaram os 30ºC.


A temperatura superou os 30ºC nesta segunda também na área metropolitana de Porto Alegre. A máxima em Parobé chegou a 32,2ºC. Em Campo Bom, o Instituto Nacional de Meteorologia mediu 30,3ºC. Novo Hamburgo, no bairro da Lomba Grande, registrou 30,8ºC. Em Porto Alegre, no Jardim Botânico, a máxima foi de 28,5ºC.

Pensa que o calor para por aí? Não apenas segue como vai aumentar. Nesta terça-feira, a maior parte dos municípios terá máximas menores que as desta segunda por aumento das nuvens e instabilidade. Pontos da Fronteira Oeste e do Noroeste podem ter marcas acima dos 30ºC.

Em algumas cidades do Norte gaúcho os termômetros devem também indicar máximas perto ou ao redor dos 30ºC como no Planalto Médio, Médio e Alto Uruguai. Haverá pontos da Serra com máximas mais altas que as da Grande Porto Alegre na tarde desta terça.

O pior do calor vem quarta. A corrente de jato vai se intensificar muito, trazendo ar por demais quente para o Rio Grande do Sul. Será um dia atipicamente quente para o fim de abril com máximas mais comuns nos meses do verão.

No Norte da Argentina e no Paraguai, onde hoje já fez 39ºC, as máximas vão passar facilmente dos 40ºC. No Rio Grande do Sul, haverá pontos com 35ºC a 37ºC em pleno fim de abril no período da tarde.

Na quinta, uma vez que a instabilidade se generaliza pelo Estado com chuva na maioria das regiões, a tendência é que as nuvens e a instabilidade impeçam maior aquecimento. O ingresso de ar mais ameno e o fim do aporte de ar quente de Norte vão determinar máximas bem mais baixas, quase 10ºC inferiores às da quarta-feira em diversas cidades.

Anúncios