Anúncios

Fernando Frazão/Agência Brasil/EBC/Arquivo

A segunda-feira foi o dia mais quente deste ano em muitas áreas do Brasil, especialmente do Centro-Oeste e do Sudeste, com a atuação de uma massa de ar muito quente que atua sobre grande parte do território nacional e que foi responsável por uma tarde de temperatura alta de Sul a Norte do Brasil com registros excepcionais em algumas localidades e em patamares históricos.


A Adam Plataform divulgou imagem do satélite europeu Sentinel3 mostrando a temperatura do solo (não do ar circulante) na tarde do dia 19 e que mostra a extensão e força do ar quente sobre a América do Sul. O ar quente cobre todo o Centro-Norte da América do Sul e traz máximas acima de 33oC também no Paraguai.

Veja como esta segunda-feira foi quente no Centro-Sul do Brasil com as maiores marcas do ano em muitas cidades e até com registros históricos de máximas para o mês de setembro, conforme levantamento da MetSul Meteorologia:

Rio Grande do Sul – A tarde foi muito quente em cidades da Fronteira Oeste, do Noroeste e do Norte do Estado. As máximas chegaram a 37,2ºC em Santa Rosa, 36,3ºC em Porto Xavier, 34,7ºC em Nonoai, 33,1ºC em Cerro Largo e 32,8ºC em São Borja.

Santa Catarina – As máximas foram muito altas novamente no Oeste catarinense com registros pelo Instituto Nacional de Meteorologia e Ciram-Epagri de 37,8ºC em Caibi, 37,7ºC em Itapiranga, 36,5ºC em Ouro, 35,1ºC em Piratuba, 35,0ºC em São Miguel do Oeste, 34,8ºC em Pinheiro Preto e 33,9ºC em Videira.

Paraná – A segunda-feira foi o dia mais quente de 2021 em diversas cidades do Noroeste e do Oeste do Paraná com máximas de 40,3ºC em Palotina, 40,1ºC em Marechal Cândido Rondon, 39,2ºC em Cidade Gaúcha, de acordo com o Inmet. O Instituto Simepar não havia divulgado as máximas de suas estações até 19h desta segunda, quando este boletim foi publicado, mas às 15h os equipamentos indicavam 40,3ºC em Palotina, 40,1ºC em Umuarama, 39,5ºC em Altônia, 39,2ºC em Loanda, 39,0ºC em Toledo e Foz do Iguaçu, 38,9ºC em São Miguel do Iguaçu, 38,8ºC em Assis Chateaubriand, 38,6ºC em Santa Helena e 38,2ºC em Paranavaí.

Mato Grosso do Sul – Campo Grande teve a maior temperatura do ano com 39,3ºC, o que se repetiu em grande parte do interior do estado com marcas acima de 40ºC generalizadas. As estações do Instituto Nacional de Meteorologia indicaram 43,9ºC em Corumbá, 43,2ºC em Água Clara, 43,1ºC em Três Lagoas, 42,4ºC em Coxim, 41,6ºC em Rio Brilhante, Ribas do Rio Pardo e Santa Rita do Pardo, e 41,2ºC em Jardim.

Mato Grosso – A temperatura em Rondonópolis chegou a 42,2ºC. Porto Estrela foi a 41,1ºC. Em Cuiabá, a temperatura às 15h na estação do Instituto Nacional de Meteorologia era de 41,8ºC. No mesmo horário fazia 41,6ºC em Nova Xavantina e Padre Ricardo Remetter, e 40,8ºC em Aragarcas.

Goiás – A temperatura em Goiânia chegou a 40,2°C às 15h no dia mais quente do ano e que bateu o registro de 39,5°C do dia 16 de setembro. É a mais alta temperatura na capital goiana em setembro desde desde 1961, superando os 39,9°C em 30/09/2020. No interior, São Simão anotou 40,5ºC.

Distrito Federal – A máxima chegou a 35,6°C no Gama. Foi a maior máxima do ano, superando os 35,4°C dos dias 07 e 11 de setembro. Em Brasília, a temperatura chegou a 34,4ºC.


Minas Gerais – A máxima chegou a 40,2ºC em Campina Verde, no Triângulo Mineiro. Já em Uberlândia a temperatura atingiu 37,0ºC. No Norte mineiro, São Romão bateu 39,7ºC.

Assine gratuitamente nossa newsletter para notícias e alertas


São Paulo – O estado de São Paulo teve uma segunda-feira tórrida com marcas escaldantes e históricas de calor no Oeste. As máximas chegaram a 42,0ºC em Valparaíso, 41,5ºC em Jales, 40,7ºC em Votuporanga e 40,4ºC e Presidente Prudente, mas muitas outras cidades anotaram entre 37ºC e 40ºC. A cidade de São Paulo registrou 35,6ºC no Mirante de Santana, a mais alta temperatura do ano na estação de referência histórica da capital paulista, batendo os 34,1ºC do final de janeiro. Nesta época do ano, em 2020, a cidade de São Paulo chegou a ter 37,1ºC.

Anúncios