Anúncios

Um grande bolsão de ar frio avança pelo Atlântico Sul, na altura da costa do Sul do Brasil, e começa a atingir o Sudeste do Brasil com instabilidade e queda de temperatura. As marcas nos termômetros em vários pontos de São Paulo e no estado do Rio de Janeiro vão ficar abaixo a muito abaixo do que é normal para esta época do ano no final desta semana e durante o fim de semana do feriadão da Proclamação da República.

Quem sonha com praia, banho de mar e calor no litoral da Região Sudeste, assim, terá as suas expectativas frustradas. Não se trata, por óbvio, de incursão de ar frio que se compare às que se costuma registrar durante o inverno, mas será forte para esta época do ano e responsável por proporcionar temperatura que desviará bastante da climatologia de novembro na região.


Os mapas abaixo mostram as projeções de anomalia de temperatura (desvio em relação ao normal desta época do ano) da temperatura em 850 hPa (nível de pressão atmosférica a 1.500 metros de altitude) em que se observa a tendência de o bolsão de ar frio derrubar a temperatura e trazer marcas abaixo do que é típico para novembro principalmente em cidades mais próximas da costa, casos do Sul e do Leste do estado em São Paulo, o que inclui a capital paulista. Os mapas trazem as projeções das 9h de hoje, 9h de sexta, 9h de sábado e 9h do domingo.

Como se observa nos mapas, a tendência é de o ar mais frio chegar e atuar na Região Sudeste, em particular perto da costa, nesta sexta-feira e durante o fim de semana. Portanto, cidades como São Paulo – mais ao Leste paulista – e o Rio de Janeiro sofrerão o impacto direto desta massa de ar frio de trajetória oceânica e de forte intensidade para o mês de novembro.

Na cidade de São Paulo, a sexta-feira ainda terá muitas nuvens com chance de chuva ou garoa em alguns momentos. A temperatura em muitos bairros não deve passar de 17ºC ou 18ºC à tarde. No final do dia, partes da capital paulista podem ter frio de 13ºC, uma marca mais comum no inverno no período noturno.

No fim de semana, a cidade de São Paulo terá nebulosidade variável. Aberturas de sol vão chegar a ocorrer, mas com momentos de maior nebulosidade em que não se descarta precipitação leve. A atuação do ar mais frio manterá a temperatura baixa. O modelo meteorológico europeu projeta mínima de 10ºC ou 11ºC para o sábado, baixíssima para esta época do ano, e de 12ºC ou 13ºC no domingo. Com o tempo mais aberto, as tardes serão muito agradáveis com máximas ao redor de 20ºC no sábado e de 23ºC no domingo.

As noites devem seguir frias na capital paulista no começo da semana que vem com previsão de mínimas de 12ºC ou 13ºC na segunda e de 13ºC a 14ºC na terça. Sublinha-se que em alguns bairros, especialmente mais ao Sul da cidade, as marcas nos termômetros devem ser ainda menores pelo efeito diminuído da ilha de calor urbano que faz da área central da cidade de São Paulo mais quente.


Na cidade do Rio de Janeiro, a sexta-feira será de tempo fechado com muitas nuvens, garoa e chuva em vários momentos do dia. Não se descarta chuva moderada a ocasionalmente forte. A tarde será muito fria para os padrões de novembro com marcas, por exemplo, de 18ºC a 20ºC na área do Galeão. O vento que pode soprar moderado e com rajadas contribuirá para aumentar a sensação de frio.

No fim de semana, a capital fluminense deve ter nebulosidade variável com aberturas de sol e períodos de maior nebulosidade em que o céu passa a nublado ou encoberto, não se afastando precipitação passageira. Partes do Rio podem amanhecer com 15ºC ou 16ºC no sábado e no domingo, marcas muito baixas para novembro. As tardes serão bastante amenas. Já na Região Serrana do estado do Rio de Janeiro, a sensação dos moradores é de que o inverno está de volta com mínimas e máximas muito baixas para a época do ano.

Anúncios