Anúncios

Baixa pressão em níveis médios e altos da atmosfera, um sistema independente da tempestade tropical na costa, deve provocar chuva localmente forte a intensa no Sul e no Sudeste do Brasil | GABRIEL ZAPAROLLI/ARQUIVO

A MetSul Meteorologia alerta que uma área de baixa pressão em níveis médios e altos da atmosfera, um vórtice ciclônico, vai trazer chuva localmente forte e temporais isolados para o Sul e o Sudeste do Brasil nesta primeira metade da semana. Há o risco de episódios isolados de chuva intensa.

É fundamental esclarecer que este sistema é diferente da tempestade tropical Akará na costa do Sul do Brasil, um ciclone tropical em que a baixa pressão se estende dos altos níveis da atmosfera até a superfície. Trata-se de outro sistema meteorológico que está sobre o continente e que, em terra firme, oferece maior risco que o chamativo e raro ciclone sobre o Atlântico a Leste do Sul do Brasil.

Baixas pressões em níveis médios e altos da atmosfera são centros de circulação ciclônica Fechados que se desenvolvem nos níveis superiores e médio da troposfera. Junto ao centro há ar mais frio, o que faz com que estes sistemas sejam conhecidos também no jargão meteorológico como uma “baixa fria”.

A interação desta baixa pressão em níveis médios e altos da atmosfera com o ar mais quente em superfície vai favorecer a formação de nuvens carregadas com a ocorrência de chuva e temporais isolados, especialmente da tarde para a noite com o maior aquecimento diurno.


Inicialmente, os reflexos desta baixa pressão se fazem sentir mais no Sul do Brasil nesta segunda-feira. Já chove nesta manhã em pontos do Rio Grande do Sul, entretanto a instabilidade tende a aumentar da tarde para a noite com chuva em maior número de locais. As precipitações alcançam também diferentes pontos de Santa Catarina e do Paraná. Chove em muitos locais também do Sudeste do Brasil.

Nesta terça, à medida que a baixa pressão em médios e altos níveis progride para o Norte, o tempo firma na maior parte do Rio Grande do Sul. Pancadas de chuva seguem ocorrendo em Santa Catarina e no Paraná, e prosseguem no Sudeste com um aumento da instabilidade em São Paulo.

Na quarta, as ocorrências de chuva forte isolada devem se dar principalmente no Rio de Janeiro, Minas Gerais e Espírito Santo. Ao longo da quinta, áreas de Minas Gerais e do estado fluminense seguem com condições favoráveis à ocorrência de chuva localmente forte a intensa.

Adverte-se que alguns destes episódios de chuva forte no Sul e no Sudeste do Brasil nesta primeira metade da semana podem trazer acumulados isolados muito elevados de precipitação em curto períodos, gerando alagamentos, inundações repentinas e escorregamento de encostas em áreas de relevo.

Chamamos atenção ainda que por se tratar de um sistema de baixa pressão em médios e altos níveis, as condições se tornam muito propícias para a formação de nuvens do tipo funil, assim como se viu durante o domingo em diversos pontos do Uruguai e do Norte da província de Buenos Aires.

A MetSul Meteorologia está nos canais do WhatsApp. Inscreva-se aqui para ter acesso ao canal no aplicativo de mensagens e receber as previsões, alertas e informações sobre o que de mais importante ocorre no tempo e clima do Brasil e no mundo, com dados e informações exclusivos do nosso time de meteorologistas.

Anúncios