Anúncios

Cobertura de gelo no Ártico neste momento é a segunda menor na série histórica para este período do ano | Paul J. Richards/AFP/MetSul Meteorologia

Ártico e Antártida vivem realidades muito distintas em sua cobertura de gelo nesta metade do ano. Enquanto a cobertura de gelo no mar atinge níveis historicamente baixos na região mais ao Norte do planeta sob fortes ondas de calor que chegam à região ártica, no Extremo Sul da Terra, ao contrário, o gelo no mar está acima da média histórica.

Evolução da cobertura de gelo no Ártico em 2021 comparada a anos recentes e à média histórica dos últimos 30 anos | Met Office/NSIDC

A extensão do gelo marinho do Ártico em 11 de julho foi a segunda mais baixa registrada para a data, após um breve período de perda de gelo muito rápida de 30 de junho a 4 de julho, informou nesta quarta-feira o Met Office, o serviço de meteorologia do Reino Unido. A extensão de gelo foi particularmente baixa nos mares ao Norte da Sibéria.


A rápida perda de gelo de 30 de junho a 4 de julho foi causada principalmente por uma onda de calor no Leste da Sibéria e que provocou muitos incêndios florestais na região, consequência de um padrão de bloqueio climático no Hemisfério Norte que também causou a recente onda de calor extremo no Oeste da América do Norte.

A extensão do gelo marinho do Ártico em junho foi a sétima mais baixa já registrada, com uma taxa de perda de gelo acima da média. O último mês foi tempestuoso no Ártico, com as anomalias de temperatura mais quentes nos mares do leste da Sibéria.

É provável, segundo o Met Office, que setembro de 2021 registre outra extensão de gelo marinho do Ártico notavelmente baixa, mas a incerteza permanece muito alta neste momento da temporada se haverá um recorde na cobertura de gelo marinho.

Antártida

PA realidade é a oposta no Sul do nosso planeta. A extensão do gelo marinho da Antártida em 11 de julho estava moderadamente acima da média e era a 13ª maior já registrada na série histórica para a data. Nos últimos meses, a cobertura de gelo marinho no continente antártico vem oscilando entre valores próximos ou acima da média histórica.

Evolução da cobertura de gelo na Antártida em 2021 comparada a anos recentes e à média histórica dos últimos 30 anos | Met Office/NSIDC

A extensão do gelo marinho da Antártida em 11 de julho era de 15,82 milhões de quilômetros quadrados. O valor representa 0,25 milhão de quilômetros quadrados acima da média histórica de 1981-2010 e é a 13ª maior extensão registrada para esta data na era dos satélites.


Como é normal no imenso continente antártico, os níveis de cobertura de gelo marinho variam muito de um local para outro. As áreas de extensão acima da média incluíram, po exemplo, o setor ocidental do Oceano Índico, o Mar de Ross e o Mar de Bellingshausen ocidental. A extensão foi inferior à média nas proximidades da Península Antártica e no Mar de Weddell.

Assine gratuitamente nossa newsletter para notícias e alertas

A região da península antártica teve um junho de temperatura muito acima dos padrões históricas e foi uma das áreas do planeta em que a temperatura mais ficou acima da média no mês, juntamente com o Oeste da América do Norte e a Sibéria. Grande parte da Antártida por sua vez terminou junho muito mais fria que o normalmente observado em razão do vórtice polar muito intenso.

Anúncios