Anúncios

Jornadas mais amenas vão ocorrer no Rio Grande do Sul no final de março e no começo de abril com máximas menores e possibilidade de instabilidade | Fernando Oliveira/Arquivo

Grande parte da semana que começa será com ar quente e úmido sobre o Rio Grande do Sul que traz dias de abafamento. Na segunda metade desta semana, inclusive, haverá tardes de calor com temperatura muito acima da média pra época do ano. Esta condição favorecerá chuva, mais ou menos isoladas conforme o dia, até o final da semana, mas o sol chega a aparecer.

No final do mês, no começo da semana que vem, contudo, projeta-se o ingresso de uma massa de ar mais frio no Rio Grande do Sul. Nenhum dado indica que será incursão de ar frio de forte intensidade, até porque não é ainda comum nos primeiros dias do outono. O ar mais frio, porém, vai trazer uma cara mais de outono no tempo a partir da queda da temperatura e jornadas mais amenas.

Excepcionalmente, massas de ar frio de maior intensidade que trazem mínimas bastante baixas e formação de geada podem ocorrer entre o fim de março e o começo de abril, entretanto não é a regra. Não deve ser o caso desta do começo da próxima semana.

Da mesma forma, ar mais frio que ingressa no período de transição do verão pro outono não raro induz chuva. Assim, condição possível para o final deste mês de março é chuva com temperatura menor. Não chega a fazer frio durante a noite, mas as tardes passam a ser muito mais agradáveis com temperaturas máximas menores e tipicamente outonais.

Abril

À medida que avança o mês de abril é que, pela climatologia histórica, aumenta muito a probabilidade de ingresso de ar frio de maior intensidade, sobretudo na segunda metade do mês. Os dados dos modelos indicam que na segunda semana de abril pode haver uma incursão fria mais forte, mas é ainda muito preliminar.

Por fim, o outono recém começa e é absolutamente normal que na primeira metade da estação os dias ainda sejam quentes. A partir de maio, efetivamente, é que aumenta o número de madrugadas de temperatura baixa. Por isso, os dias de nevoeiro aumentam também bastante a partir do quinto mês do ano.

Assine gratuitamente nossa newsletter para notícias e alertas

Anúncios