Anúncios

O domingo começou frio em diversas regiões gaúchas com temperatura baixa para março. Efeito de uma massa de ar frio que ingressou no final da última semana, impulsionada por um ciclone extratropical. Grande número de municípios do Rio Grande do Sul amanheceu hoje com marcas de 10ºC a 13ºC. Estações em cidades de maior altitude da Metade Norte, inclusive, tiveram mínima de um dígito.


Termômetros de estações automáticas particulares acusaram, por exemplo, mínimas hoje de 6,7ºC em Soledade e 9,6ºC no parque do Caracol, em Canela. Estações do Instituto Nacional de Meteorologia registraram mínima de 10,7ºC em Quaraí, 10,8ºC em Serafina Correa, 10,9ºC em Vacaria, 11,1ºC em Passo Fundo, 11,4ºC em Ibirubá, 11,6ºC em Alegrete, 11,7ºC em Tupanciretã e Frederico Westphalen, 11,8ºC em São José dos Ausentes e Lagoa Vermelha, 12,0ºC em Cruz Alta, 12,4ºC em Cambará do Sul, 12,7ºC em Santo Augusto, e 12,9ºC em Livramento.

A presença de nuvens impediu resfriamento maior em algumas cidades, caso da Grande Porto Alegre e da Serra, na madrugada deste domingo. Nesta segunda, porém, o tempo muito aberto e o perfil bastante seco da atmosfera vai favorecer declínio acentuado da temperatura nas primeiras horas do dia, especialmente nas baixadas. Por isso, a segunda-feira amanhecerá com frio no Rio Grande do Sul e mínimas tão baixas quanto 5ºC a 8ºC em pontos dos Campos de Cima da Serra e de até 11ºC ou 12ºC em algumas áreas da Grande Porto Alegre.


Desde que o outono começou no último dia 20, a temperatura tem estado na maioria dos dias abaixo da média histórica do mês de março, sobretudo nas máximas. Nesta primeira semana do outono, em Porto Alegre, a temperatura somente atingiu a marca de 30ºC em um dia, em 22 de março. No dia 21, a mínima na capital gaúcha desceu a 14,9ºC.

Ar frio mais forte do ano até agora chega nesta semana

O tempo bastante ameno e até com noites frias em muitas cidades vai prosseguir. A semana começa sob influência da massa de ar frio de fraca intensidade que ingressou na última sexta-feira e uma nova massa de ar frio vai chegar ao Sul do Brasil entre quarta (30) e quinta (31) com acentuado declínio da temperatura.

Esta nova massa de ar frio que vai chegar na quarta será a mais forte até agora neste ano a alcançar o Sul do Brasil com base nos valores projetados pelos modelos numéricos para a temperatura no nível de pressão de 850 hPa (1.500 metros de altitude), uma medida que é usada em Meteorologia para avaliar o quão quente ou fria é uma massa de ar.

Esta massa de ar frio vai estar associada a um centro de alta pressão de 1027 hPa a 1030 hPa que vai se instalar no Centro da Argentina. A incursão fria se originará no Pacífico Sul e ingressará no extremo Sul do continente pela região chilena de Magallanes e depois avançará pela Patagônia argentina até chegar ao Centro do país, o Uruguai, o Sul do Brasil e, depois, o Centro-Oeste e o Sudeste do Brasil.

Madrugadas frias

A massa de ar frio vai trazer uma sequência de madrugadas frias a partir de quinta (31) até o começo da semana que vem como o Rio Grande do Sul e o restante do Sul do Brasil ainda não tiveram neste ano. Serão ao menos cinco madrugadas seguidas frias com mínimas típicas de inverno.

No Rio Grande do Sul, grande parte dos municípios deve ter mínimas abaixo dos 10ºC no final desta semana e no próximo fim de semana. Marcas de 1ºC a 3ºC podem ocorrer nos Aparados da Serra e na região de Soledade assim como em baixadas da Serra do Sudeste. Na região da Campanha e da fronteira com o Uruguai, mínimas de 4ºC a 7ºC. Porto Alegre deve ter entre 11ºC e 13ºC, mas na Grande Porto Alegre pode fazer entre 8ºC e 10ºC.

No Planalto Sul de Santa Catarina, as mínimas devem ser ainda menores pela maior altitude da região. Baixadas na região de São Joaquim, Urupema e Bom Jardim da Serra podem anotar mínimas ao redor de 0ºC ou abaixo de zero no final desta semana e durante o próximo fim de semana.

Geada

As mínimas previstas para algumas regiões do Sul do Brasil durante esta incursão de ar frio vão ser suficientemente baixas para provocar a formação de geada em algumas regiões. Já geou neste ano em algumas cidades do Planalto Sul Catarinense e dos Aparados, mas desta vez o fenômeno pode aparecer em outras regiões.

Os dados sugerem a possibilidade de vir a gear em pontos localizados, por exemplo, do Planalto Médio, de baixadas da Serra Gaúcha e da Serra do Sudeste, e mesmo de forma muito isolada e fraca na Campanha. No Planalto Sul Catarinense, paisagens invernais com os campos brancos pelo gelo podem aparecer no final da semana.

Ritmo de inverno

A nova massa de ar frio vai chegar cerca de uma semana depois da última. É o intervalo típico entre incursões frias que costuma se observar durante o regime de inverno. Mal há tempo para aquecer. É exatamente o que vai ocorrer nesta semana. A temperatura até se eleve e faz calor durante a terça à tarde em várias cidades, mas no dia seguinte o tempo muda e já esfria.

A frente fria que precederá o ar frio chega ao Rio Grande do Sul com chuva no Sul gaúcho na terça, mas a instabilidade se generaliza mesmo é na quarta. Será quando a frente vai avançar pelo estado gaúcho com chuva em todas as regiões e com altos volumes em algumas. Chance de maiores acumulados de precipitação mais uma vez se concentrará em cidades da Metade Norte.

Anúncios