Anúncios

Murilo Bredow

A quarta-feira foi o quarto dia seguido com registro de granizo no Rio Grande do Sul. Na madrugada de ontem, temporais com precipitação de pedras de gelo ocorreram ainda em algumas cidades do Centro e da Metade Norte do Estado. Entre o final do domingo e ontem, conforme levantamento da MetSul, ao redor de 70 municípios gaúchos tiveram granizo, cerca de 50 somente na terça.

E o risco não passou.


A despeito da melhora do tempo ontem da tarde para noite com a volta do sol, a atmosfera deve novamente se instabilizar hoje da tarde para a noite, sobretudo à noite, em cidades da Metade Norte gaúcha com chuva e risco de temporais localizados em que pode ocorrer granizo. O risco do fenômeno é maior principalmente em cidades do Norte gaúcho, mais perto da divisa com Santa Catarina. Amanhã, feriado, seguirá a instabilidade no Norte e novas ocorrências do fenômeno não são afastadas.

Santa Catarina e o Paraná têm alto risco de tempestades de granizo, até de tamanho maior em alguns pontos, principalmente da tarde para a noite hoje e durante a sexta. Como a instabilidade ingressará na Região Sudeste, onde a atmosfera encontra-se muito quente, pontos do Centro e do Sul do estado de São Paulo também apresentam risco de granizo agora no final da semana. Um centro de baixa pressão deverá acentuar a instabilidade no território paulista.


Anúncios