Anúncios

A MetSul Meteorologia alerta para um significativo episódio de chuva durante o fim de semana no Sul do Brasil com acumulados de precipitação em algumas áreas que devem ser extremamente altos e excessivos. O cenário é mais preocupante para os estados de Santa Catarina e o Paraná. Os modelos numéricos analisados tiveram grande dificuldade ao longo da semana, dada a natureza semi-estacionária do sistema frontal, em identificar as áreas de risco de chuva intensa, particularmente no domingo. Inicialmente, indicavam a Metade Norte do Rio Grande do Sul, incluindo a área de Porto Alegre. Neste momento, contudo, o cenário de chuva mais significativa previsto parece se encaminhar para a região que compreende o Centro-Oeste de Santa Catarina e o Oeste do Paraná, além do Médio e Alto Uruguai no Rio Grande do Sul. Nestas regiões, conforme nossa estimativa, poderão ser registrados volumes de 100 mm a 200 mm, mas com acumulados superiores localizados. O Centro do Paraná, o Leste do estado de Santa Catarina e a Metade Norte gaúcha (particularmente a Serra e os Aparados) também devem ter chuva forte com volumes em alguns pontos próximos ou mesmo acima da marca de 100 mm. 



O Oeste de Santa Catarina e o Sudoeste e o Oeste do Paraná são duas áreas que merecem ter maior atenção, conforme a análise da MetSul Meteorologia. Vários modelos projetam para estas regiões os maiores acumulados de chuva no Sul do Brasil. Nesta área, segundo alguns modelos, os acumulados de chuva podem bater ou exceder a casa de 200 mm em alguns pontos (que se somam aos altos de ontem e hoje) com elevado risco de transbordamento de rios e arroios, deslizamentos de terra e queda de barreiras em rodovias. O Rio Iguaçu deve ter cheia e a vazão nas cataratas na próxima semana deve impressionar. Observe no mapa abaixo, em projeção de modelo europeu, como os acumulados devem ser muito significativos no domingo.


Há preocupação ainda com alagamentos em áreas urbanas, deslizamentos de terra, cheias de rios e arroios, queda de barreiras em estradas em outros pontos da Metade Norte do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e do Paraná. Aqui no Estado, a perspectiva de chuva no fim de semana que pode ser localmente forte mais ao Norte preocupa eis que virá na sequência de outro evento de chuva volumosa ontem (ao redor de 100 mm em algumas cidades) que já aumentou muito os níveis dos rios com nascentes na região. O Rio Taquari já enfrenta cheia e o acesso à cidade de Colinas foi interrompido pelas águas (foto abaixo do Informativo do Vale). Em Estrela, os ribeirinhos já são afetados e Lajeado se prepara para remoção de famílias.



Ante a chuva do fim de semana exigem atenção rios da Metade Norte como Jacuí, Caí, Paranhana, Taquari, Antas, Ijuí, Jacuí e Uruguai. O risco de uma enchente na bacia do Uruguai no Noroeste e na Fronteira Oeste na próxima semana é considerado altíssimo pela MetSul. Já os rios Gravataí e Sinos, pelo posicionamento da chuva mais forte mais ao Norte, merecem monitoramento, mas o quadro preocupa menos que as demais bacias. A Metade Norte gaúcha, Santa Catarina e Paraná ainda precisam estar atentas à chance de temporais isolados com rajadas de vento e, sobretudo, queda de granizo. A boa notícia é que se espera uma importante melhora do tempo no Rio Grande do Sul na segunda-feira com ingresso antes de ar mais seco.

Anúncios