Depressão Akará na costa gaúcha na manhã desta quarta-feira | NOAA

A tempestade tropical Akará foi rebaixada e neste momento é um fraco sistema de baixa pressão sobre o Oceano Atlântico a Leste do Rio Grande do Sul, identificada pela Marinha do Brasil em seu último boletim como uma depressão. O sistema, que se formou no final da semana passada ao Sul do Rio de Janeiro, não produziu efeitos no continente.

De acordo com o boletim da Marinha, Akará era no começo desta quarta-feira uma mera depressão subtropical com pressão mínima central de 1002 hPa, posicionada sobre o mar aberto nas coordenadas 32.5ºS e 42.5ºW, a Leste do Rio Grande do Sul.

O informe de mau tempo da armada brasileira destacava ainda no começo desta quarta-feira que o vento máximo estimado na depressão era de 50 km/h a 60 km/h, abaixo portanto de uma tempestade, concentrando-se mais nos setores Sul e Leste do ciclone.


A Meteorologia dos Estados Unidos (NOAA) descontinuou ainda ontem o monitoramento de Akará no Atlântico Sul, informando em boletim que o “sistema era muito fraco para ser classificado” com ausência de convecção, ou seja, nuvens mais carregadas em torno do seu centro.

Akará foi apenas a quinta tempestade tropical no litoral do Brasil neste século. Em 2004, antes de ser um furacão, Catarina obviamente passou pelo estágio de tempestade tropical. Em 2010, embora alguns trabalhos acadêmicos classifiquem como tempestade subtropical, a MetSul e parte da comunidade expert em ciclones dos Estados Unidos entende que Anita foi uma tempestade tropical.

Mais recentemente, houve outras duas tempestades tropicais no litoral do Brasil, Iba e outra sem nome. A tempestade tropical Iba, em março de 2021, na costa da Bahia, e a tempestade tropical 01Q, em fevereiro de 2021, um sistema que não foi nomeado pela Marinha do Brasil, que atuou uma grande distância da costa na altura dos litorais gaúcho e do Uruguai.


FSU

A tendência, de acordo com os dados dos modelos numéricos, é que a formação ciclônica em alto mar siga enfraquecendo nas próximas 24h a 36h até a sua dissipação ao redor de latitudes a Leste do Rio da Prata na sexta-feira. O enfraquecimento se dá à medida que a baixa pressão avança sobre águas mais frias e perde a energia do calor latente.

A MetSul Meteorologia está nos canais do WhatsApp. Inscreva-se aqui para ter acesso ao canal no aplicativo de mensagens e receber as previsões, alertas e informações sobre o que de mais importante ocorre no tempo e clima do Brasil e no mundo, com dados e informações exclusivos do nosso time de meteorologistas.