Anúncios

Fábio Pozzobon/EBC

Brasília voltou a ver chuva na sexta-feira. Foi pouco. Em alguns pontos não passou de uma garoa e em outros uma chuva leve e rápida. Mesmo assim a precipitação fez a alegria de moradores da capital federal que não viam chuva por 123 dias. Muitos foram para as redes sociais postarem vídeos e fotos da chuva no Distrito Federal. A precipitação da sexta em Brasília marca o começo de uma mudança no regime de chuva no Brasil Central agora neste final de setembro e que ficará mais evidente a partir do mês de outubro. O inverno é a estação seca e à medida que o verão fica mais perto aumentam a frequência e os volumes de chuva no Centro-Oeste do Brasil.

A MetSul projeta chuva mais freqüente no Centro-Oeste neste fim de mês, mas ainda com grande irregularidade na distribuição espacial das precipitações. A partir de outubro, sim, espera-se um aumento mais considerável da chuva na região. O mapa abaixo mostra a projeção de chuva para os próximos dez dias do modelo norte-americano GFS em que se observa o retorno da chuva não apenas para o Centro-Oeste como para o Sudeste do Brasil.



Interessante observar no mapa que o modelo GFS chega a projetar volumes de 100 mm a 200 mm para pontos do Sudeste do Centro-Oeste do Brasil, em particular no Mato Grosso do Sul e em Goiás. Na capital paulista, um período de mais instabilidade com chuva em volumes maiores é previsto ao redor da virada do mês, entre 30 de setembro e 2 de outubro, conforme os dados de hoje.

Anúncios