Anúncios

Grande parte do planeta teve temperatura acima da média entre dezembro de 2021 e novembro de 2022 | COPERNICUS

A previsão anual de temperatura global do Met Office para 2023 sugere que este ano será um dos mais quentes já registrados no planeta. De acordo com o serviço meteorológico britânico, que tem extraordinário índice de acerto em seus prognósticos anuais, a temperatura média global para 2023 está prevista entre 1,08°C e 1,32°C (com uma estimativa central de 1,20°C) acima da média do período pré-industrial (1850-1900). Seria o décimo ano consecutivo em que as temperaturas atingiram pelo menos 1°C acima dos níveis pré-industriais.

O Dr. Nick Dunstone, do Met Office, que liderou a previsão de temperatura global para 2023 ponderou que o Pacífico tropical com a La Niña teve um efeito de resfriamento temporário na temperatura média global nos últimos três anos, mas que este cenário vai mudar.


“Para 2023, nosso modelo climático indica o fim dos três anos consecutivos com o estado de La Niña, com um retorno a condições relativamente mais quentes em partes do Pacífico tropical. Essa mudança provavelmente fará com que a temperatura global em 2023 seja mais alta do que em 2022”, disse.

O professor Adam Scaife, chefe de previsão de longo prazo do Met Office, acrescentou: “Até agora, 2016 foi o ano mais quente no registro observacional que começou em 1850. 2016 foi um ano de El Niño em que a temperatura global foi impulsionada pelo aquecimento águas em partes do Pacífico tropical”, explicou.


“Sem um El Niño precedente para aumentar a temperatura global, 2023 pode não ser um ano recorde, mas com o aumento de fundo nas emissões globais de gases de efeito estufa continuando em ritmo acelerado, é provável que o próximo ano seja outro ano notável na série”, complementou.

A série dos anos mais quentes começou em 2014. Desde então as temperaturas globais ultrapassaram 1,0°C acima do período pré-industrial (1850-1900). A previsão é baseada nos principais impulsionadores do clima global como temperatura do oceano, mas não inclui eventos imprevisíveis, como grandes erupções vulcânicas, que causariam um resfriamento temporário.

O Dr. Doug Smith, um dos principais especialistas em previsão do clima do Met Office, destacou o fato de que as temperaturas médias globais serem iguais ou superiores a 1,0°C por uma década mascara a considerável variação de temperatura em todo o mundo. Alguns locais, como o Ártico, aqueceram vários graus desde os tempos pré-industriais.

“As temperaturas globais estão subindo e é necessário agir rápido para manter a temperatura média global abaixo de 1,5°C para evitar os piores impactos das mudanças climáticas”, alertou Smith.

A previsão do Met Office para a temperatura média global de 2022, emitida no final de 2021 (0,97° C a 1,21° C com uma estimativa central de 1,09°C) ficou muito perto das últimas observações da temperatura global. Dados de janeiro a outubro de 2022 mostraram que a temperatura média global estava em torno de 1,16⁰C acima dos níveis pré-industriais no ano.

Anúncios