Anúncios

Os moradores de Tubarão tiveram uma noite de medo e tensão com o transbordamento do Rio Tubarão na área central da cidade. Ontem à tarde, o sentimento na cidade era de alívio com as notícias vindas da Prefeitura que indicavam a diminuição dos volumes de chuvas em Tubarão. Ocorre que à noite, a vazão da chuva ocorrida nos municípios que compõem a bacia hidrográfica do Rio Tubarão chegou com força à cidade, elevando o nível para 7 metros às 4h de hoje.

Com a cota de 7 metros na estação junto ao quartel do Exército, em alguns pontos, o rio saiu da calha, provocando alagamentos em locais do Centro e nos bairros mais baixos. Os moradores das proximidades do rio foram orientados a deixarem suas casas e procurarem lugares mais altos para se abrigarem.


Também na madrugada, Tubarão teve cerca de 17 mil unidades consumidoras sem energia. Imagens de câmeras de monitoramento mostravam grandes clarões gerados pela rede elétrica que era seguidos de escuridão no Centro e em outros pontos da cidade do Sul de Santa Catarina.

Mais de 700 pessoas foram acolhidas em abrigos organizados ou apoiados pela Defesa Civil, mais da metade na Catedral Diocesana, onde passaram a noite. Durante a noite a Defesa Civil, Bombeiros, Polícia Militar, Polícia Penal, Exército, Polícia Civil e Guarda Municipal, em forma de força-tarefa, atenderam a centenas de ocorrências, principalmente de retirada de famílias de suas casas atingidas pelas águas.


Uma das ocorrências envolveu a ponte Manoel Alves dos Santos, no bairro Morrotes, onde uma balsa que se soltou de uma estrutura, acabou se chocando com a ponte, causando avarias na estrutura. A Defesa Civil interditou o local. Uma queda de energia simultânea no Centro e em alguns bairros deixou milhares de residências sem luz. O retorno ocorreu apenas perto das 3h.

Imagens aéreas divulgadas pela Prefeitura Municipal de Tubarão mostram como as águas do Rio Tubarão atingiram parte da área central da cidade, causando alagamentos em diversas ruas. As imagens do amanhecer desta quarta-feira, quando ainda chovia de forma isolada na região, revelavam a extensão da enchente na cidade.

A Celesc informa que segue mobilizada para atendimento de ocorrências em Tubarão. Por volta das 9h, havia registro de aproximadamente 2 mil unidades consumidoras ainda sem luz. Dessas, aproximadamente 260 unidades estão desligadas preventivamente, nos bairros Bom Pastor, Km 60 – Margem Direita, Morrotes e São João. Nestes casos, por questão de segurança, não há previsão de religamento do sistema elétrico. Para isso, a Celesc aguardará parecer da Defesa Civil.

A marcação de 7 metros de cota das águas do rio permaneceu até às 7h desta quinta-feira, passando a baixar em torno de 5 cm por hora a partir de então. Não há previsão de chuva forte ou volumosa para o Sul catarinense nos próximos dias, o que vai proporcionar a diminuição do volume do rio.

Santa Catarina registra 109 municípios atingidos pelas chuvas. Há registro de dois óbitos no município de São Joaquim, onde uma pessoa está desaparecida. São, ainda, contabilizados 445 desalojados e 178 desabrigados em um total de 30.000 pessoas afetadas, conforme dados informados pelas Coordenadorias Municipais de Proteção e Defesa Civil.

Anúncios