Anúncios
Rain in the Sydney Opera

MUHAMMAD FAROOQ/AFP/METSUL METEOROLOGIA

As autoridades australianas confirmam uma morte pelas inundações no Sudeste do país causadas por fortes chuvas que estão começando a diminuir. A polícia informou que um homem de 71 anos foi “encontrado morto na água no quintal” de sua propriedade no município de Rochester, uma pequena localidade ao norte de Melbourne.

“As equipes estão no local, e a polícia tenta entrar na propriedade, atualmente bloqueada pela inundação”, disse a polícia. “As circunstâncias da morte ainda não foram determinadas”, acrescentou.


Com o nível da água baixando em algumas áreas, os moradores começaram a limpar ruas, casas e carros danificados pelas enchentes que atingiram três estados diferentes, sendo a região de Melbourne a mais afetada.

“Foi aterrorizante. Já estive aqui nas outras enchentes, mas nunca vi nada parecido”, disse Antoinette Besalino, de 61 anos, à AFP. No estado de Victoria, onde Melbourne está localizada, 466 casas estão “inundadas até acima do telhado”, disse o funcionário regional Dan Andrews.


“É quase certo que esses números vão aumentarão, à medida que vemos o nível da água atingir níveis máximos em muitas áreas”, acrescentou. Para alguns, o risco ainda não acabou, e as ordens de evacuação continuam em vigor em dezenas de cidades.

“Isso é grave, potencialmente muito, muito perigoso”, disse Andrews. A costa leste da Austrália foi atingida por inúmeras inundações nos últimos dois anos. Em março, fortes chuvas nos estados de Queensland e de Nova Gales do Sul deixaram 20 mortos.

Chuvas fortes e tempestades severas se espalharão por uma grande área do Leste e Sudeste da Austrália nesta semana, levando mais água aos rios já inundados em vários estados. A chuva desta semana será generalizada e envolverá intensa atividade de tempestade em vários dias. As tempestades serão particularmente perigosas em Queensland e Nova Gales do Sul entre quarta e sexta-feira.

Anúncios