Anúncios

Tempestade severa com vento de 150 km/h espalhou destruição na costa de Buenos Aires nesta terça enquanto chuva extraordinária atingia a província de Corrientes, com acumulados que em dois dias chegam a 300 mm. O mais alto nível de alerta foi emitido para Corrientes.

Uma forte tempestade atingiu a costa atlântica da província de Buenos Aires nesta terça e causou graves danos, principalmente na cidade de Miramar. De acordo com governo local, estragos pelo vento de até 150 km/h podem ser observados por toda a cidade costeira.


Uma das áreas mais afetadas pela tempestade foi o terminal de ônibus, que teve parte de sua cobertura arrancada pelo vento. Também há registro de postes e árvores caídos, além de chapas de metal levadas pelo vento, dentre outros danos.

Metade da população da cidade enfrenta falta de energia eléctrica, que foi cortada em algumas zonas devido à queda de postes e cabos de transmissão de energia rompidos pelo vento. A luz foi cortada em alguns pontos por cabos energizados nas ruas.


Vídeos publicados nas redes sociais mostram a força do vento que medições indicam ter atingido 150 km/h. As características são de uma microexplosão, uma corrente de vento descendente violenta que pode causar danos equivalentes a de um tornado.

Na província argentina de Corrientes, chuva extraordinária. A precipitação na cidade de Mercedes desde o domingo até a manhã de hoje somou 320 mm na estação oficial do Serviço Meteorológico Nacional, causando graves inundações que deixaram 120 pessoas desalojadas.

No começo da noite de hoje, com perspectiva de mais chuva excessiva na área, o Serviço Meteorológico Nacional da Argentina emitiu um alerta vermelho por chuva e temporais para Corrientes. Avisos de cor vermelha por chuva e temporais são raros por parte do SMN.

Por que isso importa e muito? A área para o qual foi emitido o aviso de nível vermelho faz fronteira com o Rio Grande do Sul. Cidades do Oeste, como Uruguaiana, São Borja e Itaqui fazem fronteira com a província de Corrientes.

A MetSul Meteorologia reforça o alerta que vem fazendo há dias de chuva extrema no Oeste gaúcho. Chuva localmente forte a intensa é esperada no Rio Grande do Sul nesta quarta e na quinta, mas o pior da chuva deve ocorrer entre o Centro e o Oeste do estado, em particular mais a Oeste.

Modelos, como o WRF, indicam na soma dos dois dias acumulados excessivos de 100 mm a 200 mm com marcas isoladas de 200 mm a 300 mm do Centro para o Oeste, em particular na área ao redor de Uruguaiana e de Alegrete. O WRF chega a sinalizar marcas acima de 300 mm em pontos isolados do Oeste.

Na quinta, frente fria vai avançar pelo Rio Grande do Sul e, ao encontrar o ar quente, gerará chuva forte e temporais em mais cidades. Há vários modelos numéricos de previsão do tempo indicando chuva forte a intensa em Porto Alegre e na região metropolitana na quinta.

A MetSul Meteorologia está nos canais do WhatsApp. Inscreva-se aqui para ter acesso ao canal no aplicativo de mensagens e receber as previsões, alertas e informações sobre o que de mais importante ocorre no tempo e clima do Brasil e no mundo, com dados e informações exclusivos do nosso time de meteorologistas.

Anúncios