Anúncios

Calor no Brasil fora do comum para esta época do ano trouxe máximas extremas nesta sexta em estados como Paraná, Mato Grosso do Sul., Goiás, São Páulo e Minas Gerais | TANIA REGO/AGÊNCIA BRASIL/EBC

O ano, marcado por grandes ondas de calor no Brasil e estabelecimento de recordes de mais de um século em capitais como Belo Horizonte e Cuiabá, em que a temperatura na primavera chegou a 45ºC, terminas com calor fora do comum em diversos estados. Esta sexta-feira, com cara já de fim de semana, foi de marcas extremamente altas entre o Sul, o Centro-Oeste e o Sudeste.

A aproximação de uma frente fria com forte aquecimento induzido pelo relevo em razão de vento quente pré-frontal elevou a temperatura a mais de 40ºC no litoral do estado do Paraná. A temperatura máxima na estação do Instituto Nacional de Meteorologia em Morretes chegou a 40,6ºC. Curitiba passou dos 33ºC.


No Mato Grosso do Sul, muitas cidades ficaram perto ou passaram dos 40ºC. Estações oficiais indicaram máximas de 42,3ºC em Porto Murtinho, 40,9ºC em Aquidauana, 40,7ºC em Água Clara, 40,3ºC em Jardim e 40,1ºC em Maracaju.

Calor neste nível nesta época do ano no Mato Grosso do Sul não são normais. Embora seja uma região quente, extremos de temperatura como de hoje costumam ocorrer nos meses da primavera, quando chove menos. Normalmente, no fim de dezembro, a atmosfera tem maior umidade que gera instabilidade e desfavorece estes extremos acima de 40ºC.


O mesmo ocorre em São Paulo, onde várias cidades do interior registraram máximas perto de 40ºC, mais comuns na primavera e muito menos frequentes no fim do mês de dezembro, período costumeiramente mais chuvoso.

As máximas oficiais nesta sexta no estado de São Paulo atingiram 38,7ºC em Valparaíso, 38,6ºC em José Bonifácio, 38,4ºC em Barra Bonita, 38,1ºC em Lins e 38,0ºC em Dracena. Várias outras estações reportaram no interior de 35ºC a 38ºC. No Litoral Sul, máxima de 38,2ºC em Iguape.

O calor fugiu ao normal, como a MetSul alertava, também na cidade de São Paulo. A estação automática no Mirante de Santa acusou máxima de 34,7ºC. A marca coloca esta sexta entre os dias mais quentes já observados em dezembro na capital paulista e possivelmente, pendente de confirmação, o dia mais quente em 16 anos no mês.

Isso porque as maiores máximas do mês de dezembro na estação meteorológica oficial do Mirante de Santana (zona Norte da capital) em sua série histórica são 35,6ºC em 3/12/1998; 34,8ºC em 31/12/2007; e 34,6ºC em 27/12/2014.

Também em Minas Gerais, diversas localidades anotaram máximas entre 36ºC e 38ºC. Calor que ocorre na primavera, mas é pouco comum em dezembro por ser o período da estação chuvosa. Ituiutaba, por exemplo, no Triângulo Mineiro, passou de 37ºC. E, ali perto, no Sul de Goiás, São Simão foi a 38,7ºC.

Onde é comum fazer calorão nesta época e o dia foi muito quente foi no Rio de Janeiro. A máxima na rede do Alerta Rio da prefeitura foi de 40,3ºC em Guaratiba. As estações do Inmet na cidade apontaram 38,9ºC na Vila Militar, 38,1ºC em Marambaia e 36,8ºC em Jacarepaguá. Niterói foi a 38,4ºC.

Por efeito da chegada de uma frente fria, o calor cede neste fim de semana na maior parte do Sudeste do Brasil e a temperatura declina acentuadamente no Sul e no Leste de São Paulo. Segue muito quente neste sábado ainda no interior paulista e vários locais de Minas Gerais. O calor deve aumentar muito neste sábado e no Espírito Santo.

A MetSul Meteorologia está nos canais do WhatsApp. Inscreva-se aqui para ter acesso ao canal no aplicativo de mensagens e receber as previsões, alertas e informações sobre o que de mais importante ocorre no tempo e clima do Brasil e no mundo, com dados e informações exclusivos do nosso time de meteorologistas.

Anúncios