Anúncios

Temporais atingiram a maioria das regiões do Rio Grande do Sul entre a madrugada e a manhã desta sexta-feira. Os maiores transtornos e os danos se deram pelo vento que foi destrutivo em algumas localidades, embora tenha havido registro de chuva torrencial e de granizo isolado.

Mais de meio milhão de gaúchos estavam se luz durante a manhã como consequência dos temporais. O número de pontos sem luz no Rio Grande do Sul era de 236 mil no meio da manhã desta sexta-feira. A grande maioria estava na área de concessão da RGE com 212 mil locais sem energia elétrica.


Ubiretama foi um dos municípios mais atingidos da região das Missões pelo temporal. Uma quadra de futebol society foi destruída pelo vento. Estruturas de ferro e telhas de zinco foram arremessadas na praça. Ninguém se feriu. Em novembro, o município já havia sofrido estragos com um temporal.

Cerro Largo, no Noroeste, registrou destelhamentos, quedas de árvores e alagamentos na passagem do temporal. As rajadas de vento destelharam casas e derrubaram a decoração natalina da praça central.


A entrada do município foi parcialmente interrompida por queda de árvores, porém bombeiros voluntários reabriram a via. Muitos pontos e árvores tombaram com a força do vento. Em Santo Cristo, um depósito de tintas incendiou. Várias estradas da região estão com problemas por árvores caídas.

Em Santa Rosa, também no Noroeste, o vendaval deixou grande parte da cidade sem luz, tirando do ar as rádios locais. Cerca de 150 moradias foram destelhadas ou tiveram danos. Há grande número de árvores e galhos caídos nas ruas da cidade. O parque de exposições sofreu danos e a porta de um hangar de aeronaves veio abaixo com o vendaval.

Em Boa Vista das Missões, o temporal causou estragos e quedas de árvores. Ao menos 20 residências foram destelhadas pelo vendaval do começo da manhã. A tempestade severa ainda danificou a decoração de Natal da cidade. Em Ronda Alta, os vidros de uma farmácia estouraram com a força do vento.

Em São Nicolau, no interior do município, galpões com estruturas de ferro foram ao chão. Diversos postes de luz de estradas vicinais tombaram. Na cidade, bairros e o Centro sofreram destelhamentos e casos de queda de árvores em diversos locais.

Muiras árvores caíram com o vendaval no Noroeste gaúcho | PORTAL GV

Vento destruiu quadra em Ubiremetama | PREFEITURA MUNICIPAL

Dezenas de cidades tiveram queda de árvores e danos | REDES SOCIAIS

Em Tenente Portela, o temporal derrubou árvores e placas em diferentes pontos da cidade. Segundo os bombeiros voluntários, ao menos 40 casas e prédios comerciais experimentaram danos com a passagem do temporal.

Já em Erechim, no Alto Uruguai, a chuva e o vento causaram estragos no Centro e nos bairros. Um prédio localizado na Rua Salgado Filho teve seu telhado arrancado pela força do vento. A Defesa Civil foi acionada para socorrer os moradores. Muitas árvores caíram na RS-480, entre São Valentim e Barão de Cotegipe. No Centro do estado, Santa Maria enfrentou alagamentos e queda de árvores.

No Vale do Rio Pardo, granizo causou danos em lavouras. O forte temporal em Santa Cuz do Sul, que afetou mais o Sul da cidade, provocou queda de árvores e destelhamentos. A região que sofreu maiores danos são os bairros Esmeralda e Rauber. Segundo a Defesa Civil, houve 50 pedidos de lonas. A vizinha cidade de Vera Cruz também teve estragos.

Porto Alegre teve chuva forte e vento

O temporal alcançou a cidade de Porto Alegre por volta das 5h da manhã desta sexta-feira com rajadas de vento e fortes trovoadas pelos muitos raios que precederam a chuva. Houve queda de árvore na zona Sul da cidade e o trecho da Voluntários da Pátria junto à ponte teve alagamento.

Os acumulados de chuva ficaram entre 20 mm e 30 mm na maior parte da capital, mas no bairro Navegantes medição indicou 55 mm. No Aeroporto Salgado Filho, as rajadas de vento durante o temporal ao amanhecer chegaram a 70 km/h.

A força do vento

As rajadas de vento alcançaram em estações meteorológicas 90 km/h em São Vicente do Sul e São Borja, 87 km/h em Maçambará, 85 km/h em São Luiz Gonzaga, 84 km/h em Júlio de Castilhos, 81 km/h em Bento Gonçalves e 80 km/h em Soledade.

Os anemômetros registraram ainda 79 km/h em Santo Augusto e Santo Cristo, 77 km/h em Bom Jesus e Picada Café, 76 km/h em Cruz Alta, 75 km/h em Livramento, 73 km/h em Quaraí e Taquara, 72 km/h em São Paulo das Missões, e 70 km/h em São Martinho da Serra e Tupanciretã.

Quanto choveu

Os temporais trouxeram chuva torrencial em algumas cidades. Estações do Instituto Nacional de Meteorologia registraram em menos de doze horas, até o final da manhã, 62 mm em Livramento, 58 mm em Rio Pardo, 47 mm em Santa Maria, 46 mm em São Vicente do Sul, 46 mm em Uruguaiana, 44 mm em São Luiz Gonzaga e Alegrete, 43 mm em São Borja e 42 mm em São Gabriel. O Cemaden anotou 93 mm em Rosário do Sul.

Por que os temporais?

Os temporais foram consequência do deslocamento de uma frente fria que encontrou uma massa de ar muito quente sobre o Rio Grande do Sul. Ontem, a temperatura passou de 38ºC em Parobé e superou os 37ºC nos vales e no Noroeste. Porto Alegre teve 36ºC.

Imagem de satélite das 5h de hoje | METSUL

O encontro da frente fria com o ar quente formou enormes nuvens de tempestades sobre o Rio Grande do Sul na madrugada. No final da madrugada, imagens de satélite mostravam que a temperatura no topo das nuvens na Fronteira Oeste atingia 90ºC abaixo de zero, o que indica nuvens verticais imensas de temporal com altitudes de até 15 quilômetros.

Vem mais temporal?

O pior já passou. A tendência a partir de agora é que a instabilidade mais forte avance para Norte, para Santa Catarina, Paraná, o Centro-Oeste e o Sudeste do Brasil. Mesmo assim ainda não se descarta algumas áreas de instabilidade isoladas fortes da tarde para a noite de hoje, mas em poucos pontos. O tempo melhora no fim de semana com uma massa de ar seco e frio.

A MetSul Meteorologia está nos canais do WhatsApp. Inscreva-se aqui para ter acesso ao canal no aplicativo de mensagens e receber as previsões, alertas e informações sobre o que de mais importante ocorre no tempo e clima do Brasil e no mundo, com dados e informações exclusivos do nosso time de meteorologistas.

Anúncios