Anúncios

Vulcão Cumbre Viela lançava enormes bombas vulcânicas durante a reativação da erupção nesta segunda-feira | PIERRE-PHILIPPE MARCOU/AFP/METSUL METEOROLOGIA

O vulcão Cumbre Vieja, em La Palma, nas Ilhas Canárias, lançava grandes bombas vulcânicas nesta segunda-feira, de acordo com imagens divulgadas pelo Involcan que é o órgão oficial de monitoramento e alerta de vulcões na região. O Cumbre Vieja, depois de vários dias de redução da sua atividade, apresentou uma súbita intensificação de lava, cinzas, piroclastos e gases durante o último fim de semana.


As bombas de lava são fragmentos de rocha, no estado líquido ou semilíquido, que são expelidos da boca de emissão durante uma erupção, podendo ter um diâmetro de vários centímetros.

Também pode ser o caso de grandes massas esféricas de lava, “com um diâmetro de alguns centímetros a alguns metros” que se originam ao redor de um núcleo sólido em movimento descendo o flanco de um vulcão durante uma erupção. No trajeto, mais material é incorporado, “desta vez líquido, gerando uma bola”, explicam os geólogos.

Os cientistas que monitoram a atividade vulcânica em La Palma estão avaliando a emissão de lava e outras variáveis para avaliar se a reativação do vulcão é temporária ou o começo de uma nova fase mais eruptiva que se seguiu a um período de maior estabilidade.

“É difícil dar uma única resposta”, disse María José Blanco, porta-voz científica do Plano Especial de Proteção contra Riesgo Volcánico das Canárias (Pevolca). Os cientistas recordam que que o tremor nos vulcões El Hierro e El Tagoro também tiveram pulsos de intensificação pouco antes de suas erupções passadas terem acabado.

Gases tóxicos e confinamento

Além das emissões de cinzas e lava, o maior problema atual tem sido a deterioração da qualidade do ar devido à presença de dióxido de enxofre no Vale de Aridane. Chegou a ser emitida uma ordem de confinamento para toda a população em suas residências durante manhã, depois suspensa com a melhora da qualidade do ar.

Ontem, vários pulsos eruptivos mais intensos foram registrados por volta das 12h e 17h30 com atividade estromboliana, o que gerou uma coluna de cinzas e gases que atingiu 6 mil metros de altitude com a emissão de piroclastos. Com isso, cresceu o tamanho tanto do cone principal do vulcão como do secundário.

O vulcão Cumbre Vieja

A atividade vulcânica na parte Sul da ilha de La Palma já dura pelo menos 125.000 anos e formou o vulcão conhecido como Cumbre Vieja, ou também simplesmente como Dorsal Sur. Apesar de serem estruturas diferentes, o Cumbre Vieja pode fazer parte do vulcão Taburiente. O Cumbre Vieja entrou em erupção em 1971, 1949, 1712, 1677, 1646 e 1585.

É o vulcão mais ativo das Ilhas Canárias. As erupções ocorreram em intervalos de 20-60 anos. Exceção foi a notável dormência de 237 anos entre 1712 e 1949. Cientistas especulam que a enorme erupção de seis anos na vizinha Ilha de Lanzarote, em 1730, induziu a longa dormência em Cumbre Vieja de mais de dois séculos até 1949.

Anúncios