Anúncios

O entendimento da MetSul é que vários tornados se formaram entre a província argentina de Misiones e o Norte do Rio Grande do Sul na última noite com destruição observada em vários municípios. Há dois mortos no territorio gaúcho e um na Argentina.

Veja vídeo da região entre Coxilha e Tapejara.


 

Em Misiones, registrou-se morte por tornado na região de Alem e Caá-Yarí. No Rio Grande do Sul, o pior ocorreu entre os municípios de Coxilha e Tapejara (vídeo) com colapso total de estruturas e caminhões tombados na estrada pelo vento. Um caminhão chegou a ser arremessado a dezenas de metros da rodovia e foi parar virado e parcialmente destruído no meio de uma lavoura.

A MetSul avalia que o tornado de Coxilha-Tapejara foi significativo (F3 ou mais na escala Fujita que vai até 5) com danos entre severos (F3) e devastadores (F4). A literatura técnica descreve o arremesso de veículos pesados a dezenas de metros na categoria de tornados F4 com vento acima de 300 km/h. Além de devastador, o tornado de Coxilha e Tapejara foi de grande tamanho. O diâmetro do corredor/rastro de danos tem centenas de metros.


Assine gratuitamente nossa newsletter para notícias e alertas

A MetSul alertava para eventos severos de vento muitíssimo localizados (tornados ou microexplosoes) na Metade Norte gaúcha durante a segunda-feira e ontem à tarde publicamos em nosso Twitter que as condições eram muito propícias a tornados no Estado devido ao padrão divergente de vento gerado pela intensa corrente de jato em baixos níveis da atmosfera.

Anúncios