Anúncios

Ondas enormes atingiram a costa com o violento ciclone na Índia, trazendo evacuação da população da área litorânea e forçando a remoção de pacientes de hospitais de campanha instalados em razão da epidemia que varre o país com milhares de mortes diárias | Sujit Jaiswal/AFP/MetSul Meteorologia

Se não bastasse a epidemia fora de controle e a pior situação sanitária do planeta neste momento com até 300 mil novos casos por dia a despeito da enorme subnotificação, um violento ciclone na Índia soma-se aos problemas do país nesta semana.

Um poderoso ciclone tropical tocou terra no Oeste do país com vento destrutivo, chuva intensa e elevação do nível do mar, comprometendo os esforços das autoridades locais de contenção da epidemia. Ao menos doze pessoas morreram em consequência de chuva em volumes extremos causada pelo ciclone Tauktae. É a tempestade mais intensa a atingir o país em três décadas.


O ciclone é definido como “tempestade ciclônica extremamente severa”, a mais alta da escala utilizada pelo serviço meteorológico indiano. Os ventos sustentados alcançam até 185 km/h e as rajadas passam de 200 km/h. A elevação do mar chega a quatro metros na costa de Gujarat.

Em Mumbai, o aeroporto local foi fechado e as autoridades pediram às pessoas que não saiam de casa. Quase 600 pessoas internadas com o novo vírus em hospitais de campanha tiveram que ser removidas para locais mais seguros em razão da chuva e do vento muito fortes na região. Dois navios da Marinha indiana foram mobilizados para resgatar 273 pessoas a bordo de uma embarcação à deriva na costa de Mumbai.


Enormes ondas junto ao portão da Índia em Mumbai, consequência do violento ciclone que assola o país |Sujit Jaiswal/AFP/MetSul Meteorologia

O violento ciclone na Índia castiga principalmente a costa de Gujarat, onde hospitais que estão a cinco quilômetros ou menos da costa tiveram que ser evacuados e os pacientes todos transferidos para instalações fora da área de risco. A vacinação foi suspensa por dois dias. Milhares de agentes de Defesa Civil e militares foram acionados para ajudar a população devido à emergência meteorológica causada pelo violento ciclone na Índia.

Assine gratuitamente nossa newsletter para notícias e alertas

No último mês de maio, mais de 110 pessoas morreram na Índia quando o “super ciclone” Amphan castigou o Leste do país e o vizinho país de Bangladesh.

Anúncios